Sunday, December 02, 2007

O princípio do fim...



Antes de mais, obrigada a todos aqueles que me deixaram uma palavra amiga, de esperança e de conforto.

Infelizmente, a terrivel situação que vos descrevi no artigo anterior teve desenvolvimentos...

É muito triste perdermos, ou estarmos no limiar de perdermos aqueles que mais amamos.

Durante a vida discutimos, barafostámos, chateámo-nos, mas nunca , em momento nenhum deixei de amar o meu pai,

Ás vezes confesso-vos que ficava chateada com certas atitudes dele, mas hoje, digo-vos, daria tudo para que ele cá continuasse, por muitos e bons anos, para discutirmos, "partirmos a loiça"....enfim.

A vida do meu pai está presa por um fio, consultei um outro médico que me disse que o meu pai teria no máximo 2/3 meses de vida.

E agora o que é que eu faço????

Enquanto corri para todos os médicos que consegui, ainda me restava uma esperança e uma sensação de luta, de que estava a cumprir a minha missão de salvar fosse a que preço fosse, o meu paizinho.

Mas, hoje, tudo isso se desvaneceu e não há mais portas a quem bater. Sinto-me uma inútil, uma incapaz que não consegue salvar a pessoa que mais ama no mundo.

Tenho vivido uma dualidade de sentimentos esperança/fé e impotência.

Neste momento, o que domina é a impotência, a desilusão e o desgosto.

O medo do dia em que ele irá partir, corta-me o coração, faz-me querer morrer também.

Mas, sei que tenho que lhe dar força e me preparar para o que aí vem.

Este será o natal mais triste da minha vida.

Desculpem estar a partilhar o meu estado de alma connvosco, afinal habituei-vos a algo mais divertido, mas agora não o consigo fazer.

Mas, adoro os blogs e logo que tenha capacidades emocionais, voltarei à carga, a ser a vossa "diabólica".

Por agora, sou somente um ser humano profundamente ferido e com um aperto muito grande no coração.

Desejo-vos a todos vós e às vossas famílias um santo e feliz natal.

Sejam felizes!

A linha da vida é muito ténue.

Friday, November 16, 2007

Sim sou Diabólica!




















Olá!
Como podem ver, eu sou:
MORENA, FOFINHA, MAS IRRESISTIVELMENTE MÁ!
Por vezes, não me sinto muito feliz no mundo onde vivo.
Mas, não sou do tipo que fica zangada.Sou muito, mas muito pior...
Sou mais do tipo que se TORNA MALÍGNA!
ARE YOU READY??
Espero que gostem.
Uma coisa vos garanto: a VOSSA VIDA NÃO VOLTARÁ A SER A MESMA!!
Tenham MEDO, MUITO MEDO!

Thursday, November 01, 2007

As rasteiras da vida!




Caros visitantes e amigos, sei que já muitos de vós já derão pela minha ausência.
Gostaria, por isso ,de partilhar o terrível momento de dor pelo qual estou a passar.
A pessoa que mais amo no mundo, o meu rico pai, está bastante doente.
Há cerca de 3 meses que praticamente não come, já emagreceu 17 Kg, e está a definhar dia para dia..
Os médicos que o acompanham, têm andado para trás e para a frente e apenas nos informaram que o meu pai tem um tumor. Calculam o choque que isto foi para mim...
Mas, o pior é que como o nosso Sistema de Saúde funciona muito bem, têm andado, literalmente, a empatá-lo e até hoje não lhe receitaram um único mediacamento.
Isto para mim é inadmissível. Estou verdadeiramnete revoltada.
O meu pai já fez alguns exames, no entanto os srs Drs chegaram à concusão que o tumor que o meu pai tem, ao contrário do que inicialmente pensavam ,não é no estomâgo, mas sim atrás e para iniciarem tratamentos necessitam de fazer outra biópsia, denominada biópsia cirurgica, mas agora espantem-se o Director do Hospital não dá autorização para que este exame seja realizado.
O único médico desta equipa de despreocupados e insensíveis ,que verdadeiramente se tem preocupado com o meu pai, tem sido incansável, tendo já falado com o director do hospital, alertando-o para a necessidade de se realizar esse exame com a máxima urgência possível, mas o sr. Director faz-se saído, ou estou a atender doentes.... enfim desculpas desfarrapadas...
O médico inclusivamente, já solicitou ao hospital que o meu pai mudasse de equipa que o acompanha, mas a resposta foi implacável: "O Sr já tem uma equipa que o acompanha, logo não necessita de mudar".

Agora pergunto: É preciso muito boa vontade para chamar esta MERDA de acompanhamento????
Afinal ,para que é que descontamos para o Estado???? Para sermos tratados como merda ????
E o sofrimento do doente e da sua família já alguém pensou nisso????
Eu gostava muito de poder ajudar o meu pai, mas a todas as portas onde tenho batido me foram fechadas( Incluivé o IPO).
Apesar de a situação ser considerada urgente, existem as já famosas burocracias, primeiro o meu pai teria que se inscrever e na melhor das hipóteses teria uma consulta dentro de três meses.
Isto admite-se?????!!!
Nesse caso, morre antes de fazer o exame??!! E quanto a tratamentos nem vê-los.
Ontem, falei com o único médico decente nesta equipa que me indicou tudo o que já fez, mas as pernas estão a ser-lhe literalmnete cortadas, mais uma vez, quem quer fazer alguma coisa neste país é passado para 2º plano.
É VERGONHOSO.
Perante este quadro e visto que isto é uma luta contra o tempo,ontem decidi levar o meu pai para o Hospital da Luz, para que realizássemos o dito exame. Felizmente, fomos muito bem tratados e teremos os resultados quarta feira.
Mas, claro pagámos 500 Euros por este serviço, a questão não é o dinheiro é a impunidade com que o serviço público de saúde toma atitudes destas e não sofre nada.
Fiquei ainda mais triste ontem quando o médico que se tem esforçado para ajudar o meu pai, me disse que o tumor que o meu pai tem é maligno.
O meu pai ainda não sabe, apenas sabe que tem um tumor, mas como psicologicamente está muito debilitado o médico achou que não será boa altura para se lhe dizer.
Sim, até porque o meu pai sempre disse que se um dia tivesse a infelicidade de ter uma doença destas, sem hipóteses, se matava.
Agora quarta feira com o resultado do exame, se este for conclusivo, já podemos talvez avançar para um tratamento( quimioterapia, Radioterapia, enfim, o que for mais adequado.
E se necessário fazemos mais uma biópsia cirurgica, para ver a localização exacta deste inferno.
De denotar, que no hospital público de que vos falei anteriormente, ainda estamos há 2 meses à espera do resultado de uma das biópsias que o meu pai fez.
Eu só queria dizer ao sr. Director do Hospital, que se a questão é dinheiro já devia ter dito logo inicialmente que o Minsitério da Saude não dá ordem para o efectuar, ou então se é mesmo desleixo, digo-lhe que é desumano e irresponsável.
Uma coisa é certa, vou apresentar queixa desta situação e se necessário vou para os meios de comunicação social denunciar esta situação, e irei dizer os nomes de todos estes irresponsáveis.
Por dertás da "Diabólica", existe uma pessoa de fé, crente daí as imagens que vêm acima, por isso peço a Deus e a Nossa Senhora de Fátima que salvem o meu pai.
Irei estar sempre ao lado dele e não irei desistir de lutar, mas faz-me espécie é que se sabe que a massa de carne já tem um tamanho considerável, e ninguém faz nada???!!!
Amo o meu pai e estou desesperada e apavorada porque já não sei o que fazer.
Se alguém me poder dar alguma sugestão eu agradeço.
Obrigada a todos e desculpem o testamento.

Tuesday, September 25, 2007

Sistema Judicial - A desacreditação



Já não é novidade para nenhum português que no que diz respeito ao nosso Sistema Judicial estamos muito mal servidos, bem digo isto para não ter que ser mais contundente…

De certeza que muitos de nós, por uma razão ou por outra, já nos vimos envolvidos nas teias da lei e nos seus intermináveis meandros.

Há situações para todos os gostos: eles são processos crimes que prescrevem, ou que se arrastam nos tribunais por 10 ou mais anos sem serem resolvidos, assassinos, burlões, vigaristas que são considerados uns Srs. e que são intocáveis, etc., etc., etc.

E o cidadão comum cumpridor das suas obrigações, honesto, benfeitor é sempre aquele que se lixa.

Muitos especialistas em legislação ( no sentido lato da palavra) advogam que temos um dos melhores sistemas jurídicos mundiais.

Mas será mesmo que é assim?
Até pode ser… Mas de que vale termos leis bem elaboradas, se estas não se cumprem, se o legislador deixa, deliberadamente, lacunas para os advogados e outros funcionários judiciais garantirem o seu ganha pão.

Ter um sistema “perfeito” destes, é a mesma coisa que ter um porche sem motor, simplesmente não funciona!

Nem vos vou falar das vergonhosas sentenças judiciais que assolam o nosso país, porque todos já as conhecemos, por isso, prefiro não vos dar conta dos neurónios.

Mas, a coisa vai andando porque quem paga é sempre o mesmo, ou seja, o Zé povinho.

E meus amigos não há lugar ao protesto, o ideal é aguentar e cara alegre.

É que afinal de contas neste momento vivemos num país que de Democrático só tem o nome, porque de resto em tudo se comporta como se de uma ditadura se tratasse. O povo já não pode emitir opiniões, constatar realidades, nada disso… Enfim, temos que ser “crianças obedientes”.

Voltando ao Sistema Judicial, entendo que a única coisa que poderá devolver confiança, será a tão almejada “adequação” do sistema.
Com isto refiro-me à responsabilização dos mal feitores, ou seja, os bandidos, sejam eles de alto ou de baixo contorno, têm de uma vez por todas ter a certeza de que se agirem contra as normas instituídas serão directamente responsabilizados!

De outra forma, continuaremos a manter o já habitual esquema, “para português ver”, para se deitarem paninhos quentes na balbúrdia, na desordem em que se tornou a paz e a segurança nacionais.

Num país em que um patife qualquer pode ocupar uma casa “tirando-a” aos seus donos legítimos, e ainda tem a complandescência de um magistrado, que paz ou segurança podemos almejar?

No mesmo país em que um cidadão quase invisual de 53 anos, é violentamente agredido e roubado numa cidade do centro do país, e que após apresentar queixa o magistrado de serviço lhe diz, ironicamente,: “para a próxima tenha mais cuidado e não saia depois das 9 da noite”.

Mas, afinal que raio de país é este ????

Apelo a que todos nós cidadãos portugueses acordemos e actuemos em conformidade cm estas lamentáveis situações.

Sugiro, por exemplo, que formemos comissões para efectuarmos acções que tenham em vista a pertinente reforma do nosso “sistema normativo”.

É a nossa segurança, arrisco-me mesmo a dizer, a nossa vida que está em causa.

Acordem portugueses, é urgente intervir!
Saudações diabólicas.

Sunday, September 16, 2007

Reformas Antecipadas à lá “SIMPLEX”!

Hoje, trago-vos mais uma história que demonstra as mentiras sucessivas dos nossos governantes.

Em Junho deste ano saiu uma nova legislação que permite às pessoas com 40 anos, ou mais de contribuições para a Segurança Social, pedir a reforma antecipada.

O meu pai enquadra-se nesta situação, assim sendo, decidimo-nos a tratar de formalizar o pedido no CNP( Centro Nacional de Pensões), e ficámos a aguardar a resposta da mesma entidade.

Gostaria ainda de fazer referência a um ponto que me parece de sobeja importância: o meu pai, infelizmente, tem vários problemas de saúde que o incapacitam para o exercício da sua actividade profissional: Problemas de coração graves com hipertensão, é diabético insulino dependente, o que o tem vindo a fazer emagrecer de uma forma galopante, tendo a infeliz possibilidade de ficar invisual, problemas de origem nervosa e outros que vieram como uma espécie de “herança” derivado às já referidas complicações de saúde que tem. Inclusive, à pouco tempo encontrou-se em coma, tendo estado às portas da morte.

A profissão do meu pai é uma profissão que exige um esforço físico considerável, tendo por isso mesmo já sido advertido pela equipa médica, que o acompanha, da necessidade permente de parar, pois encontra-se a colocar em risco a sua vida.

Tendo em conta esta envolvente os médicos já se predispuseram a preencher a documentação necessária, para atestar a incapacidade do meu para o exercício pleno da sua actividade. Sugeriram-lhe que pedisse a reforma por invalidez.

Mas, como temos tido vários exemplos, amplamente difundidos pelos meios de comunicação social, de que certamente estarão a par, de pessoas que apesar das suas incapacidades atestadas medicamente, ainda assim não são reformadas, resolvemos não enveredar por esse tortuoso caminho.

Decidimos aproveitar a “benesse” que o Mr. Simplex anunciou ao país, acerca da chamada reforma por antecipação
.

O meu pai tem 58 anos e como o mercado se encontra, muito dificilmente, arranjará outra colocação, por isso como diz o ditado popular, encontra-se “entre a espada e a parede”.

É a velha história: novo demais para a reforma, mas velho para o mercado de trabalho.

Ontem, finalmente, recepcionámos a tão, por nós, esperada resposta por parte do CNP.

Ficámos de queixo caído...

Fomos informados que a pensão do meu pai seria avulutada. Claro está que me encontro a ironizar, a ser sarcástica, se prefirirem.

Então não é que o meu pai foi bafejado com o magnífico valor de 128 Euros.!
E como brinde, extra, de não poder exercer qualquer actividade profissional durante 3 anos.

Nós já sabíamos que o iríamos sofrer uma penalização por ter solicitado a reforma antecipada, mas isto…

Agora pergunto: O Sr Simplex acha que com este valor ,e tendo em conta que as despesas de farmácia que o meu pai tem são, por motivos óbvios, elevadas, consegueria, já nem digo viver, mas sobreviver com esta miséria?????
Pois é, é que para poderem haver compadrios, os "jobs for the boys"alguém tem que os pagar, não é verdade???
Que país é este em que uma pessoa que trabalha desde os 12 anos de idade, é "compensado" pelo chamado Estado Providência desta forma absolutamente ridícula??
Sr. Primeiro Ministro , permita-me dizer, que os seus projectos "Simplex", neste âmbito apenas poderão dar o seguinte fruto:
Forma "simplex" de matar as pessoas de fome.
Tenham vergonha!
Saudações diabólicas.

Sunday, September 09, 2007

Portugal no seu melhor!!!


No fim de semana passado, fui até ao Portugal profundo. Antes de mais quero deixar claro que quando digo Portugal Profundo, não o digo com sentido depreciativo, visto que adoro o interior do nosso país, bem como as suas gentes e as suas tradições particulares.

A rota foi então: Penedono, mais concretamente Bebeses, uma pequena aldeia do conselho de Penedono.
Trata-se de um local onde a maldade parece ainda não ter lugar, há um olhar curioso, mas não malicioso por parte das pessoas, há uma forte hospitalidade e um forte sentido de comunidade.

Ainda é possível observar certas regras de educação, tais como: Dar a salvação a quem se cruza no nosso caminho, que diga-se de passagem são regras elementares de boa educação, não obstante de já se terem perdido nas grandes cidades.

Por exemplo, quantos de nós, nem sequer conhece os seus próprios vizinhos?
Se for preciso as pessoas passam umas pelas outras e nem sequer se cumprimentam…

Isto para mim, é bastante errado e representa uma degradação de valores que têm acompanhado as nossas sociedades. Descaracteriza-nos enquanto seres humanos dotados de capacidades comunicativas e racionais.
Bem, mas enfim isto foi um pequeno à parte, quanto a mi9m relevante, mas um á parte…

Podem ter subentendido pelas minhas palavras que foi um fim-de-semana para recarregar baterias e alimentar a alma.

E de facto assim foi, algo de maravilhosamente reconfortante para a minha saúde mental. Recomendo vivamente!

Mas, ainda durante o fim-de-semana, tive a oportunidade de visitar uma outra aldeia próxima, de seu nome Ranhados.

Aqui existem algumas particularidades no mínimo intrigantes!

Se não vejam, o Castelo de Ranhados foi transformado num cemitério, e todas as 5 ruas ou becos, como lhe quiserem chamar, que permitem o acesso ao referido castelo dão pelo nome de rua do cemitério 1, 2 até 5 respectivamente.

Imaginam isto??? Eu confesso que se não visse com estes dois que um dia a terra, ou quem for, há-de comer não acreditava.

No entanto, aquilo que achei ainda mais hilariante foi a história que conta como a terra foi povoada. Reza a história(lá para o final da Idade Média) que um padre, um único homem, foi pai de pelo menos 500 pessoas, que à altura constituíam a população desta região.

Ah pois é, o famoso voto de castidade já nesta altura não era cumprido.

Talvez por isso na área exista uma rua que dá pelo nome não menos pomposo, de Rua do Fornico!

Será que foi um tributo a este sacerdote?!!

Isto só mesmo no nosso país, não há dúvida que a seguir ao FCP, somos os MAAAAIORES!!!! LOL
Saudações diabólicas.

Tuesday, August 28, 2007

Será que estou a elouquecer??!!


Antes de mais, o meu pedido de desculpas por esta minha ausência. 1º foi um problema de saúde, e neste momento é o excesso de trabalho.
Mas, o "bichinho" continua cá e não quero de forma alguma, abandonar esta forma de comunicação, que me dá tanto gozo estabelecer com todos vós, meus ilustres visitantes.
Neste momento encontro-me a trabalhar num novo local. A parte positiva é que estou a trabalhar na minha àrea de formação académica. A parte negativa é que julgo ter uma colega psicopata.
Verifiquem isto e ajudem-me por favor!
Acho que vão achar que estou a mentir, mas não isto embora seja inacreditável, é a mais pura das verdades. Quando iniciei a minha função nesta empresa, há sensivelmente 1 mês e meio, soube que para além do meu chefe teria que trabalhar com uma "senhora"( Idade 30 anos) ,que começo a considerar ser perturbada mental.
Inicialmente, ela foi mal educada comigo, agressiva, mas eu como sou nova não quiz arranjar conflitos e lá fui aguentando aquele comportamento prepotente e desadequado, durante cerca de três semanas.
Até que surge um dia em que me sobe a "mostarda ao nariz" e explodi completamente. Disse à menina as verdades que entendi que já há muito merecia ouvir.
Em seguida, falei com o meu chefe, contei-lhe o episódio e expressei a minha indignação perante tais comportamentos, indicando-lhe inclusivé que assim era imcompurtável ter um realacionamento com esta pessoa.
Entendo que se as pessoas querem ser respeitadas têm de se dar ao respeito. E não era isso que estava a acontecer, ela por sucessivas vezes faltou-me ao respeito até que chegou ao dia, tal como vos disse atrás, em que foi a gota de água.
E é aqui que começam os PROBLEMAS...
Vejam se conseguem imaginar este quadro, sem pensarem que estão a sonhar, ou pior, que estão loucos varridos!
A dita senhora foi chamada pelo meu chefe, para ser confrontada com aquilo que eu lhe havia contado.
Claro que negou tudo, mas o pior ainda estava para vir. Não sei se se trata de um acto de vingança, ou quê, a alma resolve espalhar o seu veneno. Foi ter com o chefe dela, que por acaso é o Admnistrador da empresa e disse-lhe que quando a minha entrevista foi feita, o meu chefe a chamou insana e louca. Ele chamou-me e questionou-me acerca do teor da minha entrevista.
Passámos em revista o que foi dito à altura, e ele perguntou se a acusação de que tinha sido alvo, tinha algum fundamento.
Eu, incrédula, disse-lhe que não, disse-lhe que me lembrava perfeitamente da minha entrevista, falamos dos pontos mencionados à altura, mas em nenhum deles havia sido referido esta alarvidade, que só pode ser fruto de uma mente destorcida e mal intencionada.
De imediato, ofereci-me para atestar a favor do meu chefe perante o admnistrador.
Se assim o pensei, mais depressa o fiz. Logicamente, que após estes acontecimentos, a colega" maravilha", foi chamada ao meu chefe e em seguida ao admnistrador, e depois foi a vez do meu superior.
Verifiquei que foi uma tarde atribulada, mas como, infelizmente não sou mosquinha, não sabia o que se passava entre aquelas quatro paredes.
Mas, eis que o meu chefe me surpreende com mais uma das polémicas da minha "ilustre" colega.
Agora foi dizer ao admnistrador que o meu chefe havia dito, aquando da minha entrevista, que ele e o adm. queriam que nós nos dessemos mal e que, imaginem, gostavam que nós andássemos a arrancar os cabelos uma à outra.
Bem, eu não aguentei mais e desatei-me a rir. LOL, LOL, LOL!!!!
Inclusivé, cheguei ao cúmulo de perguntar ao meu chefe se isto tudo era uma forma de eles testarem a minha reação, a minha personalidade, ou o que fosse. No entanto, a resposta dele foi inequívoca: " Não, isto é bem real, disse".
Posso jurar que ele não disse nada daquilo de ela o acusa, mas agora pergunto, será que se pensarmos agora que ela é louca, será pecado???
Deêm-me a vossa opinião, pois agora sou eu que estou a ir à loucura.
HEEEEEEEEELP!
Saudações diabólicas.


Monday, August 13, 2007

"Quem não bebe é careta"...

Já muito se tem falado acerca das saídas nocturnas, e dos excessos que são cometidos.
Esses excessos são transversais, não havendo distinções entre adultos e menos adultos.
No entanto, neste meu artigo vou centralizar-me apenas
nos adolescentes.

Como todos sabemos, apesar de a venda de bebidas alcoólicas ser proibida a menores de 18 anos, o que é facto é que de uma forma ou de outra eles acabam por ter acesso a elas.
Essa é que é essa!

Ou são os donos dos estabelecimentos nocturnos( ou outros) que “facilitam” , ou são os amigos que vão buscar, ou seja lá como for, mas o que é facto é que o álcool chega à “ mesa”!

Mas, depois a culpa é sempre dos proprietários dos locais de diversão, dos amigos, etc., etc., etc.

Porque será que nunca, ou muito raras vezes, se pensa na responsabilidade dos pais destas “crianças”???? Melhor dizendo na irresponsabilidade dos mesmos, assim parece-me mais correcto…

Há alguns dias atrás vi um documentário na televisão em que um adolescente de 15 anos de idade, confessava que numa noite bebia 3 Malibus, 3 Cervejas, e 3 Wiskies!

Conseguem perceber isto? Eu não.

O argumento usado por este jovem foi o de que
: “ Quem não bebe é careta”.

Embora entenda que os grupos se influenciam entre si, e que as pessoas em grupo têm comportamentos que, possivelmente, não teriam se estivessem sozinhos, isto revela que essas pessoas são extremamente influenciáveis, e que não têm personalidade própria.

Eu, não fui nenhuma santinha nessa idade, mas posso “gabar-me” de sempre, mas sempre ter pensado pela minha própria cabeça.

Acho que isso, para além da minha personalidade, da minha maneira de ser e estar na vida, terá também tido a ver com a educação que os meus pais me deram.

Isso de certeza!

Nesse sentido, acho que muitas vezes a culpa não é só dos donos dos estabelecimentos, ou dos adolescentes, mas na minha opinião, tem com certeza uma cota parte de “ irresponsabilidade” por parte dos progenitores.

Isto é, por vezes os pais não sabem educar os seus filhos, não dialogam com eles, não os alertam para os perigos do álcool, nem estabelecem regras e horários para as saídas.

Daí que, lamentavelmente, seja bastante comum verem-se adolescentes com 13/ 14 anos na rua às 6h da manhã, ou mesmo em coma alcoólico!

Ora, quanto a mim isso é gravíssimo, e a “culpa” é na minha perspectiva dos pais que deixam os filhos ao Deus dará, e depois admiram-se muito de estas situações ocorrerem.

E quando ocorrem, a culpa é sempre atirada para os amigos, para os donos das casas de diversão, etc., etc., etc., mas nunca para eles…

Eu ainda não sou mãe, mas quando for pretendo incutir nos meus filhos alguma responsabilidade, e estabelecer sempre uma relação aberta, baseada, acima de tudo na comunicação.

Poderá dizer-se que os jovens nesta altura têm que viver, que distrair, que faz parte da idade.

Mas, não poderão fazer tudo isto, sem colocarem em risco a sua saúde, ou até mesmo a sua vida???

Eu entendo que sim, e que isso poderá ser possível se houver um papel interventivo por parte dos pais destes adolescentes.

Desta forma, poder-se-ão prevenir estes dissabores.

Acho também que os media têm um papel muito importante nesta temática.

Por isso acho que se deve falar nestas questões, devem ser feitos debates, com pais e filhos presentes, porque é através da discussão de ideias que uma sociedade avança, e que pode haver uma inversão de comportamentos.

Por isso, embora sendo radical, e sabendo que isso legalmente, não é possível, acho que se deviam denunciar os proprietários dos estabelecimentos que têm estas práticas, em vez de se colocarem as vozes distorcidas, ou barras nos olhos.

Isso, assim, é ser-se cúmplice desta tragédia da nossa sociedade.

Por isso entendo, que cabe a todos nós alterar este quadro. E se formos país temos uma responsabilidade acrescida, não se pode continuar a sacudir a água para o capote do vizinho.

Assumam-se as responsabilidades.

Caso contrário continuaremos a saber que, por vezes, passadas 4/ 5 horas após saírem de casa os adolescentes já se encontram alcoolizados, o que é alarmante.

Na vossa opinião, quais as medidas que devem ser tomadas?

Se já são pais, como lidam com os vossos filhos neste âmbito?

Saudações diabólicas.

Sunday, July 29, 2007

Dez mil Euros em funeral do cão!


Gostaria, antes de mais, de pedir desculpas a todos os meus visitantes, por esta minha ausência.
Infelizmente, para mim, tive um problema num pé o que implica estar imobilizada na cama.
Desta forma, como certamente compreendem, não me tem sido possível nem visitar-vos, nem actualizar o meu blog.
Apesar de o texto que vos passar em seguida ser algo triste e que obviamente merece todo o meu respeito e apreço, quando o li achei que não deixa de ter a sua "piada". Por isso, decidi partilhá-lo convosco:
" Um homem chinês, com cerca de 80 anos, gastou perto de 10 mil Euros, no funeral do seu cão.
Lin nutria um especial carinho pelo animal que encontrou abandonado há três meses.
O professor reformado, afirmou que o câo se tornou a " maior alegria da terceira idade", após o falecimento da sua esposa, há 5 anos.
Depois da morte do animal, o idoso, levou-o a um cemitério de Chengdu, uma cidade da provincia se Sichuan, e dispôs-se a pagar o que fosse necessário."
In Destak de 26 de Julho de 2007

Friday, July 20, 2007

A partir de que momento numa relação se pode deixar de usar preservativo?


A resposta politicamente “correcta”, para algumas pessoas é nunca,( bem, devo desde já dizer que acho estranho, mas…).
A minha posição nesta matéria é se se tratar de uma relação pontual, em que não se conheça o parceiro, sem sombra de dúvidas, com preservativo sempre!

No entanto, no caso de se tratar de uma relação em que os dois elementos do casal se conhecem bem, e tenham as análises feitas, e as mostrarem um ao outro sem qualquer tipo de “batotice”, acho que se poderá prescindir do uso deste método contraceptivo.

Isto, claro, para depois poderem usufruir do tão falado sexo ao natural, ou mais vulgarmente, como alguns dizem, para não comerem “Rebuçados com papel"! Lol.

Embora muitos/as de nós tenhamos o preservativo a verdade é que ainda existem pessoas que prescindem do seu uso, o que é lamentável, não só para os próprios como para os restantes, uma vez que a pratica deste comportamento faz aumentar o nº de casos de doenças sexualmente transmissíveis (Exemplo: HIV Sida).

Ao que parece as pessoas insistem, determinantemente, em não se pôr a salvo a si e aos outros.

Muitos são os que ainda pensam que isso só acontece aos outros, ou os que fazem o “diagnóstico” através da aparência do outro, do seu aspecto.

Ora isto, na minha perspectiva, é brincar com a vida, é algo que apelido de perfeitamente idiota e irresponsável.

A pessoa pode ter uma boa apresentação, boas maneiras, ser inteligente, mas isso não é sinónimo de se ser saudável, ou é???

Como todos sabemos, não se traz um post it na testa a dizer: “ Eu tenho Sida, ou eu sou uma grande maluca/o e quero é viver, independentemente das consequências que dai advenham.

Mas, vamos agora falar de outra parte da vida intima, outra parte também ela “Caliente”, estou a falar do chamado fellatio(vulgo broche), o prato predilecto para muita gente.

Quantos de vós, simplesmente se recusaram a pôr o preservativo, quando está na soberba hora da moçoila “tocar ao pífaro”????

O uso do preservativo prende-se, na maior parte das vezes com a falta de confiança no parceiro, o que é perfeitamente normal, as pessoas na maior parte das vezes já vêem de outras relações, e nunca se sabe o que pode ter acontecido, não é verdade, isto já para não falar das one night stands!

Resumindo e concluindo: é seguro deixar de vestir “o zézinho” quando percebemos que o futuro se vai construindo dia após dia com aquela pessoa, quando se chegar à conclusão que se trata de um compromisso e em que ambas as pessoas são fiéis.

Bem sei que hoje em dia a fidelidade é um bem em vias de extensão, mas ainda existem alguns exemplares, afinal ainda há pessoas com palavra, e que acima de tudo pensam com a cabeça de cima e não, tanto, com a cabeça de baixo, como é habitual.

No entanto, se mesmo assim, subsistirem dúvidas, ou não existirem planos a médio ou a longo prazo, mas ainda assim ambos não quiserem usar o “dito cujo”, só há uma solução responsável: Fazer o exame.

E não venham com desculpas que é um exame dispendioso, ou que as pessoas continuam a olhar de lado quem os pede, vendo-os logo como potenciais portadores do vírus, etc. etc.
No nosso país podem ainda existir tabus, mas as coisas já estão muito melhores.

Os exames já podem ser feitos de forma gratuita e anónima nos CADS(Centro de Aconselhamento e Detecção VIH), havendo já uma rede de CADS espalhadas por todo o país.
Por exemplo aqueles que se encontrarem em Lisboa, podem dirigir-se à Rua de São Ciro, nº 36 1200-831 LISBOA , onde está localizado o Centro de Saúde da Lapa.
O Telefone é o: 213 930 151 e o horário de funcionamento é de: 2.ª a 6.ª feira - 10h30-18h00



Nesse sentido, a pergunta que deixo no ar é : Então para quê facilitar?

Saudações diabólicas.




Monday, July 16, 2007

Qual a importância de ouvir as mulheres? Aprendam machos!


Qualquer “Macho” que entenda um pouco do sexo oposto, sabe que nós mulheres gostamos que tenham paciência connosco e que nos oiçam, quando necessário ( o que para muitas de nós equivale a dizer sempre!!!).
Bem sei, que às vezes isso para vós é uma grandessíssima chatice, dá muito trabalho, e não apetece rigorosamente nada.

Mas, pelo menos na altura do engate finjam que são assim, e não se preocupem porque algumas de nós gostamos mesmo é de ser enganadas! LOL
É O VELHO LEMA: “Quanto mais me bates mais gosto de ti”!!!

No entanto, é evidente que saber ouvir, actualmente, já não é suficiente. As mulheres estão a ficar cada vez mais exigentes,(Excepto as totalmente lerdas) ,e muitas vivem na ilusão de encontrarem o Príncipe Encantado.

Trata-se de uma espécie de “Homem Completo”, só que em vez de se apresentar num cavalo branco, já terá que ter outras características.
Já deverá de vir de carro, mas sem que este se encontre em elevado estado de degradação, e desde que tenha mais de 100 cavalos, no lugar da imponente capa e espada, deverá trazer os sapatos engraxadinhos, qual betinho, e um cartão de crédito com um plafound considerável = elevado.

E já agora que seja limpinho, organizado, bom na cama, e razoável na cozinha, que nos venere e que não passe a vida a implicar com as nossas amigas.

Que tenha sentido de humor, e se for giro e inteligente, trata-se de um verdadeiro achado humano, e o melhor que fazemos nessas alturas é agradecer ao Criador, por nos ter prendado com tão bom “petisco”.

Mas, voltando ao tema principal, um dos lugares mais importantes para conversar com as mulheres é na cama, isto porque é aí mesmo que elas estão mais vulneráveis, e dizem tudo o que lhes está a passar pela cabeça e acima de tudo o que estão a sentir.

Convençam-se desta máxima universal: Um homem que não sabe ouvir uma mulher vai acabar por deixar de a ver, para sempre”.

Não é suficiente comprar-lhe presentes, dar-lhe umas boas quecas, e dizer-lhe que ela é grossa que se farta. Isto, resultará durante uma ou duas semanas ( à excepção das loiras!!, brincadeirinha), mas depois é preciso saber dialogar, porque por mais que se queira um casal não consegue estar sempre na palhaçada.
Além disso, há que saber entendê-las quando elas estão nervosas, cansadas ou inseguras( desde que isso não seja todos os dias, claro, se não não há quem aguente!!).
E acreditem que não há nada melhor que nos pôr a falar, para nos descontrairmos e assim não utilizarmos a célebre desculpa da dor de cabeça!!!

Fazer amor com uma mulher que está stressada derivado ao trabalho, ou por causa dos filhos, ou por causa dos pêlos das pernas, acreditem que é em tudo semelhante ,e passo a metáfora, em ir para a cama com uma mina por desactivar!

Por isso, já sabem, primeiro desactivem a mina, e depois sim divirtam-se à grande e á francesa!

Resumindo então deixo-vos aqui 5 razões pelas quais devem ouvir as mulheres
1- Porque elas gostam
2- Porque elas precisam
3- Porque é melhor saber o que elas pensam
4- Porque elas ficam felizes
5- Porque sempre se podem aprender umas coisas

É caso para dizer que para vocês homens dar uma queca, está pela hora da morte, e que nós mulheres somos um osso duro de roer, mas tenham paciência.

Por vezes, há que fazer sacrifícios, para conseguir aliviá-los!Lol.

Por tudo isto conversem, riam, apoiem, mas acima de tudo oiçam. Vão ver que as coisas vão correr melhor, muito melhor!

Parece-vos bem, ou nem por isso? Digam da vossa jusiça.

Saudações diabólicas.






Wednesday, July 11, 2007

Eutanásia: SIM ou NÃO?


O tema que hoje trago ao vosso assentimento é ,sem dúvida, um tema polémico que divide as sociedades modernas: a Eutanásia.
Esta prática representa nas sociedades contemporâneas uma complicadíssima questão de bioética e biodireito, visto que enquanto o Estado tem como princípio a protecção da vida dos seus cidadãos, existem aqueles que devido ao seu estado precário de saúde desejam colocar um fim ao seu sofrimento, antecipando a morte.

Independentemente da forma de Eutanásia praticada, seja ela legalizada ou não, é sempre considerada como um assunto controverso, existindo sempre prós e contras – teorias que poderão eventualmente sofrer alterações com o tempo e a evolução da sociedade.

Antes de continuar a minha dissertação sobre o tema, gostaria de abrir um parêntesis, para ressaltar que a eutanásia pode ser dividida em dois grupos: a "eutanásia activa", e a "eutanásia passiva". Embora existam duas “classificações” possíveis, a Eutanásia em si consiste no acto de facultar a morte, sem sofrimento, a um indivíduo cujo estado de doença é crónico e, portanto, incurável, normalmente associado a um imenso sofrimento físico e psíquico.
A "eutanásia activa", conta com um sem número de acções que têm por objectivo pôr término à vida, na medida em que é planeada e negociada entre o doente e o profissional que vai executar este acto.
A "eutanásia passiva" por sua vez, não provoca deliberadamente a morte, no entanto, com o passar do tempo, conjuntamente com a interrupção de todos e quaisquer cuidados médicos, farmacológicos ou outros, o doente acaba por falecer. Cessam todas e quaisquer acções que tenham por fim prolongar a vida. Não há, por isso, um acto que provoque a morte (tal como na Eutanásia Activa), mas também não há nenhum que a impeça.

Como todos sabemos existem argumentos a favor e contra esta prática.

Resumidamente, quem argumenta a favor da eutanásia, acredita que esta seja um caminho para evitar a dor e o sofrimento de pessoas em fase terminal ou sem qualidade de vida, um caminho consciente que reflecte uma escolha informada, o término de uma vida em que, quem morre não perde o poder de ser actor e agente digno até ao fim.
Esta posição tem como base raciocínios que participam na defesa da autonomia absoluta de cada ser individual, na alegação do direito à autodeterminação, direito à escolha pela sua vida e pelo momento da morte.

Em relação aos argumentos contra, esta posição assentam em factores religiosos, éticos até aos políticos e sociais. Do ponto de vista religioso a Eutanásia é tida como uma usurpação do direito à vida humana, devendo ser um exclusivo reservado ao “Criador”, ou seja, só Ele pode tirar a vida de alguém. “ A Igreja, apesar de estar consciente dos motivos que levam a um doente a pedir para morrer, defende acima de tudo o carácter sagrado da vida.

Contrariando esta tendência de luta a todo o custo, em alguns casos surgem os doentes que realmente estão cansados de viver, que não aguentam mais sentirem-se um fardo, ou sentirem-se sozinhos, apenas acompanhados de um enorme sofrimento de ordem física, psíquica ou social. Uma pessoa cuja existência deixou de lhe fazer sentido sofre, no seu íntimo, e muitas vezes isolada no seu mundo interior; sente que paga a cada segundo que passa uma pena demasiadamente pesada pelo simples fato de existir.

Num país laico, como o nosso, em que a maioria da sua população é de orientação religiosa cristã, rege-se pela palavra de Deus inscrita na Bíblia, segue maioritariamente o que Deus ordena; “Não matarás”. Também por isto é fácil compreender o número de famílias que não considera Eutanásia como opção.

Gostaria desde já claro, que sou favorável à prática da eutanásia, embora sabendo que será sempre uma decisão difícil de tomar, especialmente se se tratar de alguém muito próximo de nós( Pai, Mãe, Marido, Filhos).

No entanto, não é menos verdade que para mim este é um verdadeiro acto de amor, para com quem sofre, para quê prolongar a sua agonia?

Se realmente amamos essa pessoa devemos respeitar o seu pedido, tendo em vista minorar-lhe o sofrimento, por mais que isso nos custe.

Estou certa que todos ainda estarão lembrados do caso de Ramon Sampedro, aquele espanhol que lutou legalmente, cerca de 30 anos, pela sua morte.

Era uma pessoa que se encontrava confinado a uma cama, devido a uma acidente fatal, e definia-se a si mesmo como: “ Uma cabeça viva num corpo morto”, e o seu maior desejo era libertar-se desse inferno do qual não poderia escapar sem a ajuda de outrem.

O livro escrito por este homem, cujo titulo é: “Cartas do inferno” constitui um comovedor testemunho de um homem, que procurou, incessantemente, a liberdade através da morte.
Travou várias batalhas judiciais para obter este seu último desejo, tendo o caso aberto, por isso, um enorme debate sobre a eutanásia, que se foi desvanecendo com a morte de Sampedro, alegadamente, assistida por alguém que acreditava no seu direito a um final digno.

A pergunta que deixo no ar é se uma pessoa nestas circunstâncias não poderá desejar que a sua vida acabe, no caso de se ver numa situação em que, sofrendo de um estado incurável e doloroso ainda é capaz, de expressar o seu desejo de morrer?

Que direito têm os restantes de lhe prolongar o sofrimento, em nome de factores religiosos, ou outros?

Quanto a mim é óbvio que o doente pede eutanásia porque tem dores, está em sofrimento, está num espaço de completa desumanização, a qual já se torna insuportável, portanto para quê prolongar esta dor?

É evidente que ninguém quer morrer se existirem chances, mas assim perante estes quadros é lógico que o queira ou não?

Na minha perspectiva, o , o doente deveria ter direito a recusar "estar eternamente ligado a um ventilador" ou ser submetido a uma cirurgia arriscada de escasso efeito para a sua qualidade de vida.

E vocês, caros leitores ,qual é a vossa opinião?

Saudações diabólicas.

Friday, July 06, 2007

Como o nosso Executivo vende tão bem a banha da cobra!!!


Como todos sabemos a Educação no nosso país vai de mal a pior. Isto, não só no aspecto da docência, mas também, e sobretudo, nas saídas profissionais e no acesso ao mundo de trabalho.

O primeiro-ministro José Sócrates, anunciou um reforço substancial dos cursos técnico profissionais, para o ensino básico e secundário.
Esta medida visa ser uma aposta que tem em vista combater o insucesso escolar.

Segundo o primeiro ministro: “"Nenhum país pode competir na primeira linha da economia global se apenas tiver 30 por cento" da população com o 12º ano. Nesse sentido, é responsabilidade do Governo fazer "a promoção desses cursos profissionais e tecnológicos" de modo a que haja "procura" para a oferta agora apresentada.

Na cerimónia também esteve presente a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, que considerou o reforço do número de cursos "uma revolução silenciosa e tranquila", nas escolas que estão a adaptar "a sua oferta formativa às expectativas dos jovens e das suas famílias".No entanto, para completar este esforço, o Governo tenciona investir nos próximos anos na "modernização dos espaços e equipamentos das escolas" e alargar também "a cobertura da acção social escolar" no secundário."Temos de ter a garantia que nenhum aluno fica de fora [do sistema] por razões sociais e económicas", sustentou a ministra.Segundo o secretário de Estado da Educação, Valter Lemos: "Todos os jovens terão a oportunidade de seguir os estudos [com vista à universidade] ou tirar um curso secundário para obter uma certificação profissional de nível 3", garantiu o secretário de Estado, salientando que estas opções existem "praticamente em todas as escolas do país".

Ora, eu levanto aqui várias questões:

1- A questão dos cursos profissionais, para mim, só forem cursos da “tanga”.
Os educandos de um amigo meu querem tirar cursos destes, nomeadamente de mecânica.
Esse meu amigo diz que pretende exigir uma escola pública para os inscrever já no próximo ano lectivo.
Como ele não acredita nestas medidas costuma-me dizer, e com muita piada, que vai pedir ao P.M que a invente, se for capaz!


Deixo ainda outras questões no ar:

Onde será que vai o nosso P.M recrutar professores habilitados para dar aulas de electricidade, mecânica… E onde têm as instalações para leccionar esses cursos?

Destruíram as escolas que tinham essas condições e agora vão funcionar em salas de aulas normais, onde se lecciona Língua Portuguesa, Matemática…?

Isto, a meu ver, não passa de mais uma retórica barata de saldo e de demagogia no estado puro, é ignorância nata do que é a educação de um país.
O Sr. 1º ministro ignora completamente a realidade escolar, a realidade social, a realidade económica e até me convenço, que a própria realidade política do país, já o abandonou e destruiu quanto baste.


Parece-me que já é altura de olhar para o ensino com perspectivas de futuro, aberto para as tecnologias modernas, é preciso especializar profissionais nas áreas da construção aos mais diversos níveis, não deixando as tradicionais… Para isto o Sr. não serve, porque desconhece. O que disse são vãs promessas que se destinam a iludir mais uns quantos… adormecidos.
Como vende tão bem banha da cobra!

Este raciocínio também pode ser aplicado ao ensino superior, não percebo porque se insiste em incentivar os jovens a tirar licenciaturas, com o argumento de que o nosso país tem pouco capital humano com formação superior….

Ora, isto na minha perspectiva é um contra-senso total, porque como todos sabemos um nº bastante considerável da população actualmente desempregada é constituída por licenciados, que são tratados como “leprosos” ,pois ninguém lhes pega.

Então para quê continuar a incentivar e a criar ilusões aos jovens?

Só se for para haver cada vez mais frustrações, depressões, suicídios, etc., etc., etc.

Tenham vergonha e acabem com as mentiras.

Não brinquem com as bolsas das famílias, que fazem um enorme esforço para proporcionar um curso aos filhos, com o intuito de estes terem uma melhor vida do que aquelas que eles tiveram.
E depois o que acontece?

Os filhos permanecem em casa, com 30 anos e mais, frustrados porque “queimaram pestanas” e não vêem contrapartidas desse esforço.

E o Estado nada faz para que esta situação mude, prometem, prometem, mas na prática nada acontece.

E depois se não forem os pais a darem uma ajuda estes jovens que foram incentivados a estudar, e que o fizeram para melhor servir o seu país, morrem de fome.

Que seria de muitos se não fossem os “paitrocínios”??!!!

Porque é que são atribuídos subsídios para uma série de coisas, e certas etnias de pessoas, mas para outros nada????
Atenção que não sou racista, estou apenas a constatar uma realidade que está à vista de quem a quiser ver.

E depois esta geração é a “geração dos recibos verdes” e dos “500 euros”, e os nossos políticos, ainda parecem admirados com isso!
Mas, nada fazem para inverter a situação.

Tenham dó, trabalhem e não olhem somente para os vossos umbigos e para os vossos compadrios, o país não são só vocês.
Há pessoas que têm mais que um” tacho”, e depois claro não há para os outros. Mas depois a sábia solução é aumentar os impostos, ou seja, paga Zé povo!

Acima de tudo não passem constantes atestados de estupidez ao povo!


Saudações diabólicas.






Tuesday, July 03, 2007

Publicidade Enganosa


Todos os dias somos literalmente bombardeados com campanhas publicitárias acerca dos mais diversos produtos.
Ele é na televisão, na rádio, nos jornais, nos outdors, chegámos ao ponto que já parece que se respira publicidade.

Vou-vos falar de uma dessas campanhas.

Trata-se da nova campanha da rede móvel de comunicações -Optimus.

O slogan diz o seguinte:
“É agora ou nunca, fale a 10 cêntimos por minuto para todas as redes, para sempre”.

Trata-se de uma edição limitada que decorrerá de 1 de Julho a 31 de Agosto.

Parece uma boa proposta, tendo em conta que se trata de cartões sem carregamentos obrigatórios.

A mim, pelo menos pareceu-me e por isso mesmo ponderei dirigir-me a uma loja Optimus.

E se depressa pensei, mais depressa o fiz.

No entanto, ao chegar à loja sou deparada com a “dura realidade”, ou seja, um dia iremos falar a 10 cêntimos por minuto, mas não agora!

Isto é, o que estes senhores se “esquecem” de dizer, e que é o mais importante, é que a pessoa ao alterar o tarifário começa por falar a 33 cêntimos/ minuto e depois esse valor vai baixando 1 cêntimo por mês até atingir os apregoados 10 cêntimos.

Ou seja, passado cerca de um ano é que o cliente usufruiu daquilo que é publicitado.

Mais uma vez se vê que a política é vender e enganar os potenciais clientes a todo o custo.

Há leis que regulam a publicidade, e neste caso estamos claramente perante um caso de publicidade enganosa.

A minha pergunta é ,uma vez mais, saber porquê que as autoridades competentes não actuam???

De certeza que não serei só eu a saber isto.

Mexam-se bolas, justifiquem os ordenados que ganham. Levantem os cus das poltronas e fiscalizem, neste caso, as operadoras móveis.

Mais, uma vez me convenço que vivemos numa república das bananas, ou melhor, no Portugal das bananas!

Não deixem por isso enganar.

Saudações diabólicas

Wednesday, June 27, 2007

Confirmação das fontes, a piada!


Já tive a oportunidade de escrever sobre o mundo jornalístico e tecer as minhas considerações acerca dos estágios que não servem para nada, das exigências da Carteira Profissional de Jornalistas, etc., etc., etc.

No fundo, venho-vos falar um pouco mais do mesmo, embora numa outra perspectiva de mentiras.

Na passada Quarta Feira, estava a assistir ao programa “Clube de Jornalistas”, como é meu hábito, e deparo-me com dois convidados que haviam sido meus professores na Universidade.

A certa altura falava-se nas “inverdades” que se vêem nos blogues, que os bloguistas pretendem ser jornalistas, mas que o que dizem não são verdades jornalísticas, isto porque, por exemplo, não confirmam as fontes.

Ora, gostava de abrir aqui um parênteses para dizer que quando eu andava na faculdade, uma das pessoas presentes no programa, admitia reportagens aos alunos, que não passavam de Copy- Paste da Internet, além disso algumas pessoas não tinham domínio sobre o conteúdo dos seus trabalhos e limitavam-se a ler o que haviam feito, ora isto é escandaloso para alunos universitários que pretendiam vir a ser jornalistas!

Aí a dita professora não se importava em nada com a confirmação das fontes.

Pergunto, não será na faculdade que devem ser dados os exemplos?

Mas, depois sacou dos “galões”, que diga-se de passagem não possui, para falar em confirmação das fontes, ora faça-me um favor…

Fica bonito não é ,atacar os outros e não olhar para o facto de sermos responsáveis de muitos dos maus jornalistas que por aí andam?!

É que pode parecer incrível, mas alguns dos jornalístas que temos na nossa praça, nada mais são do que o prolongamento daquilo que foram na Universidade.

Essa é que é a verdade!

A classe jornalística, salvo algumas excepções não confirma fontes, se não veja-se o exemplo de certas notícias que vêem ao domínio público e depois se vêem a demonstrar totalmente falsas, especialmente quando se trata de denegrir a imagem de certas pessoas.

O que interessa hoje em dia é notícias que vendam, “novelas de faca e alguidar”, só não vê quem não quer, é a luta pelas audiências sem nenhum pudor ou respeito pelos visados, e pela própria ética jornalística.

Sim, porque ela existe só não é é aplicada.

Estas pessoas deviam pensar sobre o que fazem, antes de irem para a televisão, fingir que tudo se cumpre ao mau escrupuloso pormenor na profissão, quando isso sim é uma inverdade. Mais uma das muitas das que circulam no nosso país…

Mas, depois são essas pessoas que na faculdade tinham o comportamento que atrás vos referi, que escrevem livros e alguns até exercem a profissão. Como é que isto não há-de estar como está???!!!

Como sabemos, há bom e mau em todo o lado, no entanto gostaria de dar um exemplo de um blog com conteúdos muito bons e que faz ver a muitos profissionais da Comunicação Social. Estou a falar-vos de : http://ojornaldele.blogspot.com/.

Apelo às pessoas que estavam no programa, que antes de dizerem alarvidades do tamanho das que disseram, se vejam ao espelho, e dêem uma vista de olhos sobre determinados blogs.

O que custa é que as “carecas” estão a ser descobertas!

Ainda deixo uma outra pergunta no ar :porque razão é que a da Comissão da Carteira que deveria ser uma entidade isenta e reguladora do exercício da profissão, não é exclusivamente formada por elementos da classe???


Mas não, a verdade é que também tem representantes do patronato!

Pois, por isso é que não se pode fazer nada contra os estágios profissionais dos quais vos falei no artigo denominado: “"ESTÁGIOS INÚTEIS... A MENTIRA SOBREPÕE-SE!" .

Isto, porque se encobrem uns aos outro
s, e o que ressalta é o interesse das “Fontes”(Leia-se das fontes das aldrabices).

E o papel do Sindicato dos Jornalistas, onde está? Ou é só o $ das cotas que interessa??

Escandaloso, a meu ver.

P.S- Gostava de ressalvar que, não obstante do que disse anteriormente, existem muitos profissionais da Comunicação Social dignos de respeito, mas só é pena cada vez serem menos.


Saudações Diabólicas

Tuesday, June 26, 2007

ALTERAÇÃO DO CÓDIGO DE TRABALHO... LOL!



ALTERAÇÃO AO CÓDIGO DO TRABALHO

1. INDUMENTÁRIA: Informamos que o funcionário deverá trabalhar vestido de acordo com o seu Salário. Se o virmos calçado com uns ténis Adidas de 100EUR ou com uma bolsa Gucci de 150EUR, presumiremos que está muito bem de finanças e portanto, não precisa de aumento. Se se vestir de forma pobre, será um sinal de que precisa aprender a controlar melhor o seu dinheiro para que possa comprar roupas melhores e portanto, não precisa de aumento. E se se vestir no meio-termo, estará perfeito e portanto, não precisa de aumento.
2.AUSÊNCIA DEVIDO A DOENÇA:
Não vamos aceitar mais uma declaração do médico como prova de doença. Se o funcionário tem condições para ir até ao consultório médico também tem para vir trabalhar.

3. CIRURGIA: As cirurgias são proibidas. Enquanto o funcionário trabalhar nesta empresa, precisará de todos os seus órgãos, portanto, não deve pensar em tirar nada. Nós contratámo-lo inteiro. Remover algo constitui quebra de contrato.

4. AUSÊNCIAS DEVIDO A MOTIVOS PESSOAIS: Cada funcionário receberá 104 dias para assuntos pessoais, em cada ano. Chamam-se Sábados e Domingos.

5. FÉRIAS: Todos os funcionários têm direito a gozar ainda mais 12 dias de férias
nos seguintes dias de cada ano: 1 de Janeiro, Dia de Páscoa
25 de Abril, 1 de Maio, 10 de Junho, 15 de Agosto, 5 de Outubro, 1 de Novembro, 1 de Dezembro. 8 de Dezembro. 25 de Dezembro.

6. AUSÊNCIA DEVIDO AO FALECIMENTO DE ENTE QUERIDO: Esta não é uma justificação para perder um dia de trabalho. Não há nada que se possa fazer pelos amigos, parentes ou colegas de trabalho falecidos. Todo o esforço deverá ser empenhado para que os não-funcionários cuidem dos detalhes. Nos casos raros, onde o envolvimento do funcionário é necessário, o enterro deverá ser marcado para o final da tarde. Teremos prazer em permitir que o funcionário trabalhe durante o horário do almoço e, daí sair uma hora mais cedo, desde que o seu trabalho esteja em dia.

7. AUSÊNCIA DEVIDO À SUA PRÓPRIA MORTE: Isto será aceite como desculpa. Entretanto, exigimos pelomenos 15 dias de aviso prévio, visto que cabe ao funcionário treinar o seu substituto.

8. O USO DOS LAVABOS: Os funcionários estão a passar tempo demais na casa de banho. No futuro, seguiremos o sistema de ordem alfabética. Por exemplo, Todos os funcionários cujos nomes começam com a letra 'A' irão entre as9:00 e 9:20, aqueles com a letra 'B' entre 9:20 e 9:40, etc. Se não puder ir na hora designada, será preciso esperar a sua vez, no dia seguinte. Em caso de emergência, os funcionários poderão trocar o seu horário com um colega. Ambos os chefes dos funcionários deverão aprovar essa troca, por escrito. Adicionalmente, agora há um limite estritamente máximo de 3minutos na sanita. Acabando esses 3 minutos, um alarme tocará, o rolo de papel higiénico será recolhido, a porta da sanita abrir-se-á e uma foto será tirada. Se for repetente, a foto será afixada no quadro de avisos e Intranet do Serviço com o título infractor Crónico.

9. A HORA DO ALMOÇO: Os magros têm 30 minutos para o almoço, porque precisam comer mais para parecerem saudáveis. As pessoas de tamanho normal têm 15 minutos para comer umarefeição balanceada que sustente o seu corpo mediano. Os gordos têm 5 minutos, porque é tudo que precisam para tomar uma salada e um moderador de apetite.
Muito obrigado pela sua fidelidade à nossa empresa. Estamos aqui para proporcionar uma experiência laboral positiva. Portanto, todas as dúvidas, comentários, preocupações, reclamações, frustrações, irritações, desagravos, insinuações, alegações, acusações, observações, consternações e quaisquer outras... ões' deverão ser dirigidas para outro lugar.

Tenham uma boa semana.

A Administração.
Saudações Diabólicas

Friday, June 22, 2007

ENGENHARIAS/ HORA DE RELAXAR!



Para terminarmos a semana com um sorriso nos lábios, deixo-vos duas anedotas.
Uma intitula-se Engenharias, e a outra dá pelo nome de Hora de Relaxar!
Espero que gostem, bom fim de semana e divirtam-se, vivam a vida!
Engenharias:
A secretária do Sócrates era apaixonada por ele, mas ele não percebia.
Um dia, depois do expediente, ela entrou na sala dele,com um vestido provocante, bem decotado, fechou a porta, caminhou languidamente até à mesa, com ares de Monica Lewinski, e propôs:
- SR. Primeiro Ministro, vamos fazer uma "sacanagem"?
- Vamos! Onde é que eu assino?
---------------------------------------------------------------------------
Hora de Relaxar:
Fim de tarde, um ginecologista aguarda a última paciente ,que não chega. No fim de 45 minutos, ele resolve tomar um gin tónico antes de voltar para casa. Toca a campaínha e é a doente que chega, olhos cheios de lágrimas, a pedir desculpas pelo atraso.
- Ora essa, não tem importância-responde o médico- Olhe, eu estava a tomar um gin tónico enquanto esperava. Também quer um?
- Aceito com prazer- responde a doente.
Ele serve-lhe a bebida, senta-se à sua frente e começam uma agradável conversa. De repente,um barulho de chave na porta do consultório.
O médico levanta-se bruscamente e diz:
-É a minha mulher! Rápido, dispa-se, deite-se na marquesa e abra as pernas!
Bom fim de semana a todos!
Saudações Diabólicas.

Thursday, June 21, 2007

Advertência!


Prezados leitores, tenho denotado nos últimos posts, uma tendência para os comments serem apagados.
Gostaria de reiterar que nesta casa todas as opiniões são bem vindas, aqui há Liberdade de Expressão. Desde que, claro, esta seja exercida com o mínimo de educação.
No entanto, como os fiéis leitores se hão-de recordar, momentos houve, em que isto não aconteceu, e não foi por isso que deixei de responder às pessoas em questão, sem retirar os seus comentários.
Por isso, agradecia que não continuassem a apagar os comentários, se não querem opinar, simplesmente não façam, mas se o fizerem, deixem-nos tomar conhecimento das vossas opiniões.
Uma vez que este espaço sempre primou por ser UM ESPAÇO ABERTO, não vejo necessidade para tais atitudes, e depois é extremamente desagradável, ver no comment apagado que este foi apagado pelo autor, quando isso não é verdade.
Bem sei, que este " aviso" é automático, a partir do momento em que se apaga um comentário, mas não deixa de ser desagradável.
Peço por isso a vossa colaboração.
Saudações Diabólicas

Monday, June 18, 2007

Terceiro Salão Erótico de Lisboa! Não percam.


Pois é meus amigos “babem-se” porque chegou à nossa capital, mais uma edição do Salão Erótico Internacional !

Peguem nas vossas agendas manuais, num pedaço de papel higiénico, após limparem o dejectos de mais uma luta dos 5 contra um, no gesso que tem da perna partida, ou nos organaizers dos vosso telemóveis, vale tudo, o importante é não esquecer.

De 21 a 24 de Junho decorre no Pavilhão 1 da FIL, em Lisboa, mais uma edição deste já famoso salão.

E quem se esquecer, bem pode “apertar a orelhinha” que depois já não sai sangue!
É que as meninas só voltam para o ano. Por isso vejam lá o que vão fazer!!

Esta terceira edição, contará com uma mudança radical, daquilo que tem sido a imagem deste já conhecido evento, mas não se assustem, vão continuar a existir as actrizes porno, sempre tão solicitadas!!!

E este ano até vamos ser bafejados pela sorte… teremos a presença de uma grande senhora…

Quem é perguntam vocês, já em extâse???

Pois é, nada mais, nada menos, que a Cicciolina, essa majestosa senhora, das bananas e de outras frutas! LOL

Durante estes 4 dias haverá animação constante, com actividades como: Promoção de estrelas internacionais, shows de strip-tease, luta na lama, concurso de fotografia, concertos, etc... Havendo ainda a filmagem, no decorrer do evento, de um filme porno, num estúdio de gravação montado para o efeito.

E claro, há ainda um restaurante erótico, pelo qual sugiro que passem apenas depois de já terem passado pela área Swinger, porque segundo dizem os mais experientes pode fazer mal à digestão!

Outra novidade, dirige-se precisamente a nós mulheres, sim porque também o merecemos ou não???!!

Essa novidade consiste em aulas de strip-tease, que as mulheres poderão praticar numa área reservada do certame.
Nessa dita "Área Feminina", também poderemos assistir a shows de striptease masculino, e conferir as novidades em produtos eróticos.

Quanto a mim, já me convenceram, lá estarei.

Homens deste país, já sabem, “subam a pulso” no próximo fim de semana!

Durante os 4 dias ,o Salão apresenta actividades e animação constante para os 50.000 visitantes previstos.

E lembrem-se três foi a conta que Deus fez! Por isso ala que se faz tarde, todos à FIL e mai nada!! LOL
Saudações Diabólicas.