Monday, April 14, 2008

Afinal o que é isto do "Swing"?



De certeza, que já ouviram falar em termos como “swing”, “swinging” ou “swinger”.
Por todo o país têm vindo a aumentar o número de casais, que tem uma forma diferente de encarar o sexo no casamento.

São pessoas de todos os estratos sociais, culturais, económicos e etários, com uma enorme vontade de viver e que adoram aproveitar todos os pequenos prazeres que a vida lhes proporciona.

Gostam de se divertir, de “jantaradas”, de dançar até tarde numa discoteca, de beber um copo num bar, de conviver... e, claro, de sexo, muito sexo!

Os swingers encaram o casamento como um partilhar em pleno de uma vida a dois, valorizando a fidelidade mental e não a física.
O casal swinger é, desta forma, desprovido de preconceitos em relação à sexualidade.
Na essência, são libertos de tabus e dão vida às fantasias, com outros casais, aceitando que o seu parceiro tenha relações sexuais com outras pessoas.
No entanto, o envolvimento entre swingers é puramente carnal. Nunca sentimental.

Várias são as palavras relacionadas com o swinging, tais como :pornografia, promiscuidade, orgias, depravação, libertinagem...
Cada casal tem a sua interpretação de swinging. No entanto, um dos principais objectivos dos swingers é estabelecer relações de convívio com outros casais, que venham a enriquecer a vida conjugal, por isso não encaram o swing como algo depravado ou libertino.

Livres de preconceitos, os casais swingers encontram outros casais em variadíssimos locais, sendo disso exemplo, a Internet.
Através de sites próprios, colocam anúncios, falam em chats e fóruns e partem à aventura, marcando encontros...

«O swing consiste numa troca de casais. Infidelidade consentida»,
afirma um casal de brasileiros, de 46 anos, que já praticou swing três vezes.
A experiência com o swing varia de casal para casal e, claro, de pessoa para pessoa.
«O que mais de positivo contribuiu para a relação, foi o aumento sensível no desejo sexual de um pelo outro», diz o mesmo casal, que aponta um problema a este tipo de relações estabelecidas, numa primeira fase, através da Internet: «podemos encontrar casais desajustados. Por exemplo, quando apenas um dos cônjuges quer ter este tipo de relação. Por outro lado, quando encontramos um casal maduro emocionalmente, é um prazer, pois o sexo é feito de forma a que todos se satisfaçam inteiramente.»
Eu não advodo o swing, no entanto entendo- o com uma forma de se estar na sexualidade. Entendo que os limites da sexualidade de um casal, deverão ser impostos pelos próprios e não pela sociedade. Como tal, e apesar de não ser praticante, respeito-o, da mesma forma que respeito quem o pratica. Nem de outra forma poderia ser. Tenho dito!
E vocês o que acham desta prática?
Já o fizeram?
Faz parte das vossas "fantasias"?
Como encaram que o faz?
Saudações diabólicas.

22 comments:

O Pinoka said...

Confesso que aquela parte de ser fiel mentalmente e o resto é carne, não faz o meu género. De qualquer forma respeito as diferentes formas de encarar a sexualidade de cada um.
O casal de brasileiros dizia «O que mais de positivo contribuiu para a relação, foi o aumento sensível no desejo sexual de um pelo outro»
De um pelo outro?! Acredito na grande amizade e cumplicidade que os possa unir, mas sexualmente parece-me que não fazem a mínima falta um ao outro, apenas como moeda de troca.
Mas tal como disse, respeito.
Beijocas

Sapo said...

Para mim uma relação é monogamica de corpo e mente, logo este tipo de comportamento é só uma desculpa para não serem fieis um ao outro, bem há pessoas que sentem prazer sexual com bonecos de peluche, lol.

Bem eu acho que há uma diferencia entre fazer amor e fazer sexo, fazer amor é um acto de partilha de comunhão, uma união de mentes e corpos, sexo...não é nada disso, é um acto comparável com... nem sei

Para mim é impossível separar amor de ser fiel até há morte, de toda a maneira e feitio isto é de corpo e alma, isso não se pode separar é uno e indivisível não se pode amar só com o corpo nem so com a mente

Miguel said...

swing também pode ser um estilo musical lol

mas é uma coisa que a mim me faz um bocado de confusão :S

boa semana ;)

Diabólica said...

PINOKA,

Sem dúvida nem o meu, mas tal como dizes e bem, respeitas e eu tb as opções sexuais dos demais.

Tb a afimação do casal brasileiro,me deixou perplexa...

Bjos

Diabólica said...

SAPO;

Não podia estar mais de acordo contigo, estamos em plena sintonia de opiniões.

"Para mim é impossível separar amor de ser fiel até há morte, de toda a maneira e feitio isto é de corpo e alma, isso não se pode separar é uno e indivisível não se pode amar só com o corpo nem so com a mente"- Simplesmente lindo e adulto.

Nada que eu já não reconhecesse em ti, de resto.

Devo ainda acrescentar que a tua namorada é uma sortuda em ter-te, em ter um homem com tanta sensibilidade e maturidade no que respeita às relações.

Para mim, não há nada pior que brincar com os sentimentos dos outros, e estas atitudes, quando não em comum acordo, serão de certo uma forma de o fazer.

Parabéns por seres quem és!

Beijos diabólicos.

Diabólica said...

MIGUEL,

Ora aí está uma forma de ver coisa! LOl

E para descomprimir, este comentário foi uma lufada de ar fresco!.

Beijos.

Casemiro dos Plásticos said...

épa, sim senhora, bem escrito e tal mas eu não entro nesses festivais, mete confusão e com desconhecidos. não gosto muito disso e nem tinah coragem para o fazer mas não condeno quem o faça, por é na boa.
beijo e boa semana.

Anonymous said...

Já fui a um bar Swing, não me considero uma swinger mas confesso que tive muita curiosidade para ir ver como é, não fui como casada, fui como acompanhante de um amigo, ambos estavamos curiosos em ver e o facto de não termos tabus em relação a sexo nos levou a ir lá com outro casal amigo, não nos envolvemos com ninguém só um com um outro mas posso dizer que foi uma situação muito excitante, todo aquele clima de sexo à nossa volta nos excitou bastante.
Falámos durante algum tempo por mensagens com alguns casais swingers mas aquele não era definitivamente o nosso estilo de vida.

Um beijo querida e espero que entendas eu responder como anónima mas acho que vais saber quem sou.

Beijossssssssss

Diabólica said...

CASEMIRO DOS PLÁSTICOS,

Muito obrigada pelo elogio! Sinto-me e a babar! Lol

Mas, está a acontecer algo estranho, eu ao escrever este post pensei que ia levar "porrada" de todos vós. No entanto, e surpreendemente não é isso que está a acontecer, pq acabamos todos, até agora, por ter uma união de opinião.

Isso para mim é gratificante, pq as pessoas com quem falei sobre isto chamaram-me retrogada, ao ponto, de eu quase começar a acreditar que tal é verdade...

Mas, ups, eis que de repente, percebo que não estou só neste "retrocesso", se é que assim lhe posso chamar.

E isso deixa de me fazer sentir uma "cota" desactualizada! LOL

Obrigada por, também tu, contribuires para a minha sanidade mental.

Bjos

Diabólica said...

ANONYMOUS,

Entendo perfeitamente a vossa curiosidade, e não repugno o facto de terem ido ver como era. Se era isso que queriam, fizeram bastante bem.

Concluiram que esse não era o vosso caminho, mas poderiam ter concluido que sim, que era essa a vossa preferência.

Enfim, nada como experenciar as coisas.

É caso para dizer: o que seria do azul, se todos gostassemos do amarelo?

Bjos diabólicos.

Zé do Cão said...

Como sou da pesada, o "Swing" faz-me cá uma confusão dos diabos.
Sou um conservador e não queria partilhar o que é meu com os outros.
É cá um feitio que tenho... está-me no corpo e alma.
Bj. Diabólica

Diabólica said...

ZÉ DO CÃO,

Eu também tenho o mesmo feitio diiiiiiiifícil! Lol

Acho que me está na massa do sangue!

Obrigada pela visita.

Beijos diabólicos.

osátiro said...

Essa de infidelidade consentida...
Hum, parece que não.

Diabólica said...

O SÁTIRO,

"Infelidade consentida", a mim tb n me convence...Mas, cada um que "consinta" emprestar o seu repolho, ou a sua couve flor, aos demais da forma que quiser.

Isto, claro, se n contarem comigo! lol.

Dassssssssss.

Bjos diabólicos.

Borboleta said...

Eu respeito plenamente essa forma de estar e quem sabe se um dia não farei :) Não me repugna e penso que se ambas as partes concordarem e tiverem uma relação sólida o suficiente para o aguentar, acho que deverão fazê-lo! Why not?
Beijinhos.

Diabólica said...

BORBOLETA,

Sim, se ambos os membros concordarem, ocaso muda de figura.

A questão é a relação aguentar...

Se assim for... Eu não sou adepta, mas claro cada cabeça sua sentença.

Beijos

luafeiticeira said...

Sim, sou swinger e digo que não há que confundir traição com swing, bem pelo contrário dessa forma não se trai. Se tudo correr bem, isso pode até unir mais o casal, enfim, tenho alguns textos anigos no meu blog com esse tema...
jocas

LopesZ said...

só de ler o teu artigo faz-me lembrar de algo q li e algures, já não sei onde... é até concordo com a liberdade sexual e sem tabus, e desde q todos sejam felizes e q não seja forçado nem imposto a ninguem... vale quase tudo...

mas não posso esquecer isto q disseram e q concordo de certa maneira, pq é esta a minha maneira de pensar...

... q o swing é uma forma de traição consentida!...

e ainda por cima acho q estes comentatios vinham em resultado de um estudo q dizia q eram os homens q normalmente "sugeriam" o swing às suas parceiras... ora se alguns são traidores convictos, quer se assumam ou não, quer mintam ou não, quer consigam ser mais ou menos discretos... estes optam mesmo por dar largas às suas fantasias com o consentimente e partição da companheira... faz parte da fantasia e quiçá diminui o problema de ter q esconder possíveis traições... enfim... agora vou ler o resto dos comentatios...

LopesZ said...

parece q por aqui o pessoal é bem conservador, ainda bem, isso tb me ajuda a pensar q nem todos acham tudo assiiim tãoooooo natural ehehe

pois a tal infelididade consentida q parece q tb ouviram falar como eu, e q não vos convence nem consentem... eu tb não

e é como a Diabólica disse, se for do consentimento de ambas as partes do casal e se o relacionamento do casal aguentar... (se bem q continuo a achar q o casal só aguenta pq um dos parceiros sabe q se não aguentar, acaba-se a relação... e assim é como diz aqui o pinoka... vão sendo cumplices um do outro e usam-se como moeda de troca... até deve ficar mais fácil... tudo sem comprmissos como alguns tanto gostam e afinal, elas até já têm marido é só pra farra mesmo

=/ enfim... fidelidade pra mim tb é com o corpo e com a mente, e pra mim nem trocas destas nem de outras... até pq já me trocaram e mal ou bem disfarçado, eu acabei popr descobrir e não consegui aceitar

Anonymous said...

Loja online especialista na melhor selecção de lingerie sofisticada, sexy e sensual. Uma invasão de charme, glamour e sedução.
http://www.soparaela.net/

Anonymous said...

I like use viagra, but this no good in my life, so viagra no good.

Anonymous said...

SoParaEla.Net ( SexShop , Sex Shop )
http://www.soparaela.net/