Tuesday, January 16, 2007

"Casas para jovens com preços acessíveis"!!!!!


O texto que se segue, é da autoria de um amigo pessoal. Ainda não tem nick, porque ainda não tem nenhum blog. Mas, caros amigos, deixem isso comigo, em breve irei convencê-lo!
Precisamos de mais Blogers, para denunciarem certas situações, e acreditem que este meu amigo é HOMEM para isso.


Para já apenas fica um comentário que ele fez a um artigo que foi colocado no site do .“Portugal Diário”.

O artigo remete-nos , para a “benesse”, com que que os nossos governantes pretendem presentear a nossa juventude.
A medida, prende-se com a ideia da CML( Câmara Municipal de Lisboa) de : “«contrariar a tendência para a desertificação dos centros históricos»”


Caso queiram ler o link é: http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?div_id=291&id=761393.

Esta, é a primeira pessoa que convido para escrever no “Diabólica”, porque é alguém que considero bastante inteligente e realista.O artigo fica ao vosso critério.


Titulo: Um T1 a 440 EUROS!!!

Sinceramente, meus caros…

Na minha opinião, o título da notícia não deveria dizer: "Casas para jovens com preços acessíveis", mas sim, "Casas para jovens EXECUTIVOS com preços acessíveis".

Os senhores políticos, que pensaram em "contrariar a tendência para a desertificação dos centros históricos", deviam, antes de tudo, ter-se inteirado da realidade económica dos jovens deste país.

Pois, ao contrário do que se possa pensar (mesmo q tal seja motivo de espanto, para os senhores - bem pagos - políticos da CML), nem todos os jovens que trabalham em Lisboa ganham 1000 euros por mês!


A maioria se ganhar 500 ou 600 euros, já consideram ter um ordenado "normal".

O problema meus caros é que com uma renda de 440 euros, um jovem não consegue sobreviver, a não ser que esses senhores da CML conheçam alguma “fórmula mágica” para transformar 60/100 numa quantia que permita pagar: água, luz, gás, alimentação, roupa, transportes, etc, etc.

É claro que, em Lisboa, um T1 por 440 euros por mês é barato, mas se pensar-mos somente numa lógica de mercado, mas meus amigos a CML É ESTADO, um outro sistema podia, e devia, ser implementado.

A título de exemplo, porque não, incidir as rendas sobre os rendimentos de cada jovem/casal jovem...quem ganhava mais pagava mais…quem ganhava menos pagava menos.

Equidade, não devia ser apenas uma palavra que os senhores políticos usam nos seus discursos.


Terminando, convido todos os que dispensaram alguns minutos a ler estas minhas "breves" linhas, a dar a sua opinião.

Comprimentos a todos.



10 comments:

Sapo said...

Tu ñão percebeste é o modo de obrigar os jovens a casarem, 600+600 já dá para o andar, um insentivo ao aumento de população, claro que num apartamento que mal se conseguem mexer 2 3 é impossivel :)

sapo said...

Já me esquecia que a única maneira de se arranjar essas casas para "jovens" é conhecer alguém na câmara. Pois essas casas se for como a Epul jovem só por sorteio, e por uma estranha coincidência são , a maior parte, conhecidos ou familiares de pessoas com bolsos fundos, quando não são "testas de ferro” dessas pessoas para 10 anos depois ou menos venderem as casas pelo dobro, e para teres a casa da epul jovem tem de dar uma percentagem do valor da casa e depois têm de esperar 3 ou 4 anos para a casa ficar pronta. Tosos os jovens têm 5 ou 10 % de 100 000 euros no banco pois os jovens recebem muito bem :)

Sapo said...

Depois de ler atentamente o artigo descobri que a quantidade de fogos para aluguer são…… 20 isto é para os filhos dos vereadores que aprovaram a lei e um ou dois amigos

Sapo said...

No máximo é um aumento de população de 30-50 pessoas se pesarmos que saíram 200 000 nos últimos 10 anos só faltam 199 950 para recuperar.
Bom trabalho CML a este ritmo conseguem o seu objectivo de população 0 lá para o milénio da nacionalidade (2143)

Topo de Gama said...

Ja tenho lido textos sobre a matéria em questão... A verdade é que o nosso Estado come muita merda! E vive num país diferente do nosso... Como habitante do Porto, desconheço a fundo, essa realidade Lisboeta. Mas disseste tudo amigo (arranja um nick!!!) É o ke temos...

Apenas não estou muito de acordo com essa teoria do pagar mais, quem ganha mais.. Por um par de razões:

1o Porque não creio ser justo ter de pagar mais por uma casa só porque tenho melhores rendimentos que os outros.. A casa é a mesma... E estariam a condicionar uma pessoa pelo seu sucesso!

2o Porque creio que isso iria criar um separatismo enorme!! Julgo que o governo iria escolher os jovens mais "ricos" para as casas, de forma a receberem mais dinheiro... E fomentava-se assim (mais uma vez) uma separaçao entre mais ricos e mais pobres...

Just a thought :)

Abraço e bjs á diabolica! E sinceramente, cria um Blog!! Pelo menos eu o visitarei sempre que puder!! :)

Diabólica said...

AVISO:

Caros amigos, como vos disse este artigo foi escrito por um amigo.

Visto que ele não tem nick. pediu-me para ser eu a colocar as respostas.
No entanto, embora as respostas venham com o meu nick não são dadas por mim, mas sim por ele.

Eu apenas sirvo de "SECRETÁRIA"!!LOL

Beijinhos a todos.

tuga said...

Bem Vindo ao Portugal real. Aquele onde se paga quase 600€ por mes de renda de casa e sobram outros tantos para filhos, água, luz, gás, alimentação, roupa, transportes, etc. E isto é na chamada classe media, pq a classe inferior já tem a corda na garganta há muito tempo.

Diabba said...

Por muito que cofie o pêlo, não descortino como é k alguns mortais tugas (sobre)vivem!
Ganham uma merda, têm casa, comem, vestem-se a alguns ainda têm carro!! gostava de saber kumé k fazem, para aplicar a fórmula aki no inferno!

beijo de enxofre

Diabólica said...

"Topo de Gama said...

"Apenas não estou muito de acordo com essa teoria do pagar mais, quem ganha
mais.. Por um par de razões:

1o Porque não creio ser justo ter de pagar mais por uma casa só porque tenho
melhores rendimentos que os outros.. A casa é a mesma... E estariam a
condicionar uma pessoa pelo seu sucesso!”

Lolo...meu caro, mas essa situação já existe, ou ainda não reparou que paga
mais de imposto, mas as estradas e os hospitais (de notar que as casas em
questão são também do estado) que usa são os mesmos que alguém que ganha menos
que você e consequentemente que paga menos de impostos. Pelo menos essa é a
teoria.

”2o Porque creio que isso iria criar um separatismo enorme!! Julgo que o
governo iria escolher os jovens mais "ricos" para as casas, de forma a
receberem mais dinheiro... E fomentava-se assim (mais uma vez) uma separaçao
entre mais ricos e mais pobres...”

Hmmm....depende, o estabelecimento de quantidade de casas por niveis de
rendimento em piramide, poderia ser uma opção. Nesta situação o numero de
casas seria vinculado a um rendimento maximo de cada nivel, permitindo assim
um equilibrio “entre os mais ricos e os mais pobres”. Permitira também ao
projecto da CM de Lisboa um repovoamento dos centros históricos com pessoas
das mais diversos escalões ao nivel social e economico.

pé descalço said...

Diabólica

Estou 100% de acordo com o teu amigo
se os politicos deste país ganhassem o ordenado minimo ao fim do mês...não tinham ideias de m... como esta de "casas para jovens com preços acessiveis"