Thursday, March 19, 2009

Isto é de brandar aos céus! Que leviandade....




Na passada terça-feira, encontrando-me ainda a queimar os últimos “cartuchos” de férias, resolvi ligar a TV.

Como estava no Portugal profundo, já tive muita sorte em ter 4 canais, quanto mais, por isso resolvi ver o que seria suposto ser um debate sobre a criança que morreu num carro, por esquecimento do pai, e de uma outra que, alegadamente, terá destravado o carro enquanto os pais teriam ido buscar o comando da garagem. O carro avançou pela ribanceira a baixo e a situação complicou-se.

Os convidados do pseudodebate (é o máximo que lhe consigo chamar) eram o Dr. Barra da Costa e o Psicólogo Quintino Aires.

O “debate” era “moderado” pelo Manuel Luís Goucha e pela Cristina Ferreira, ambos apresentadores do programa “Você na TV.”

Esperava que se pudesse assistir a algo construtivo e não ao que aconteceu: um chorrilho de disparate e acusações gratuitas.

Os dois apresentadores pareciam estar a competir para ver qual dos dois mais julgava, com base em hipóteses e pré-conceitos vergonhosos, os dois pais envolvidos nas ocorrências que atrás descrevi.

Tudo se passava como se eles fossem os donos da verdade, e nunca na vida tivessem cometido erros.

Simplesmente vergonhoso e decadente.

A Sr.ª Dª Cristina Ferreira, visto que, ao que se sabe, é a única dos dois a ter filhos, deveria era estar calada e pensar nas atitudes que tem com o seu filhote…. Mas, enfim na TV ela é PERFEITA.

Ouvi acusações ferozes ao pai que deixou o filho no carro, de uma crueldade atroz.

Mas quem são estes “senhores” para julgar em público um pai, que certamente estará a sofrer horrores????

Atenção: Não estou a dizer que não houve negligência por parte do pai na situação que ocorreu.

Mas, a verdade é que, na minha opinião, não se podem atacar as pessoas com tamanha leviandade!

Nem a PJ, à altura, tinha chegado a conclusões, dado a situação ser tão recente, como é que estes dois aprendizes de apresentadores poderiam ter tantas certezas?

Sublinho uma vez mais, irresponsáveis certezas.Certezas essas que seriam oportunas para gerar mais audiências...

Além do ataque constante destes dois, outra desilusão se apresentou ao assentimento dos telespectadores.

Desta feita, falo do psicólogo Quintino Aires, que proferia comentários de brandar aos céus! E é aquilo psicólogo! Este mundo está perdido. No fim de culpar, julgar gratuitamente aquele pai, o Sr. Dr., concluiu astutamente que o Sr. iria enfrentar um sofrimento para o resto da vida. Jurrrrrrre lá????

Se assim é, e não é preciso ser psicólogo para se perceber isso, porque o julgou de forma vergonhosa em praça pública???? Só se for para o traumatizar mais ainda e para angariar mais um cliente… Ou então é mesmo um péssimo profissional, destituído de qualquer sentido de ética.

Um conselho: continue a escrever livros e deixe o exercício da profissão para quem realmente sabe o que faz. Podem não ser muitos, mas ainda existem alguns.

Não estou a desculpar este pai por ter deixado o filho no carro, mas acho é que antes de julgarmos temos de analisar e tentar perceber o que pode estar por detrás deste trágico desfecho!

Por exemplo, ao que se sabe, não era este pai que diariamente levava o filho ao infantário, esta era uma rotina da mãe.

Naquele dia foi diferente. Coube-lhe a ele esta tarefa, a pessoa tinha uma reunião e poderá andar stressado com o trabalho, enfim poderão haver as mais diversas razões para que isto tenha acontecido.

Para mim uma coisa é certa, se este pai tivesse a intenção de matar o seu filho, como quiseram dar a entender, não o faria num local onde constantemente passavam pessoas…

E porque raio não se deu o mesmo tratamento aos pais de Maddie????

Esses drogaram deliberadamente os filhos para que estes não os incomodassem nas suas “farras”. Mas, aí toda a gente teve pena dos pobres coitados. É caso para dizer quanto não vale uma boa encenação e uma boa influência política?

Quem salvou este triste debate foi o criminologista Barra da Costa que deu a estes três incompetentes uma lição de racionalidade, humildade e realidade.

Mas, o mais giro foi a certa altura começar-se a ver o Manelito e a Cristina a desdizer o que estavam fartos de dizer… Quanto não vale um bom assistente de realização, e um bom auricular?!

Resumindo e concluindo: Não se substituam às autoridades, e deixem de agir com leviandade, usem os neurónios, por favor!

É pena que este pai não tenha cabeça, se não o ideal era pedir uma indemnização por ofensas morais e até mesmo danos psicológicos!

Mas, esta é só a minha opinião, e vale o que vale.

Saudações diabólicas.

19 comments:

Rei da Lã said...

Há lá coisa mais triste que o moralismo?!

André said...

É triste, mas é o que temos por cá e o que vende!

Octávio said...

olá, gostei do que li :-)

a TV da tarde, é a TV do entrem uma série de donas de casa e afins que alimentam-se de novelas da vida real completamente decadentes e tristes.

Sem conhecer o caso, com a excepção do que aqui li, nem sequer me vou pronunciar em relação a esses factos.

Os apresentadores, bem, um realmente nem sei que é a Sra. mas deve ser como foi muito bem dito, aprendiz de apresentadora, o outro quanto muito é aprendiz de conzinheiro ou coisa que o valha.

O que vende, dizia um amigo meu, é o homem que mordeu o cão, e de facto e a noticia/informação dada de forma sensacionalista que alimenta uma boa quanditade de gente que passa os dias em casa sem fazer nada... ou quanto muito vão ao café, tomar desde o pequeno-almoço a outras refeições e que vivem ou sobrevivem com subsidios e que quando têm hipotese vêm para a rua gritar um chorrilho de disparates, e já agora, é essa boa gente que de vez em quando... também vota...

Cordiais cumprimentos

Timóteo Liberdade said...

estou farto de dizer, a TVI estragou completamente o nosso país. Desde os morangos, às lavagens cerebrais constantes nas novelas, ao telejornal etc. É só reparar no desenvolvimento do País nos últimos 15 ou 16anos! Só faltava nesse grande debate o Hernani Carvalho, o mais parcial de todos os jornalistas. Abraços com odor

Zé Pedro said...

Olá,

Enquanto almoçava, assisti a uns minutos dessa palhaçada, e muito sinceramente também me meteu um nojo do caraças...

Que sensacionalistas dum raio!!!

Beijos do Catano !!!

João said...

Sao os programas que a tvi tem para oferecer....

Quanto ao blog, se não te aparece no meu perfil, é porque está tudo conforme tem de estar...

korrosiva said...

Atirar pedras no telhado dos outros, é sempre uma festa, menos engraçado é quando chega a vez deles!!

beijinhoss

João said...

Quero com aquilo dizer que fechei o blog e só me dedico à leitura dos mesmos agora...

Bernardo Lupi said...

Acho incrível o facto de uma atrasada mental como a Cristina Ferreira apresentar o quer que seja...
Bom fim de semana!

Diabólica said...

REI da LÃ,

Sem dúvida que não, e ainda mais quando as pessoas em questão têm, ou deviam ter conhecimentos suficientes para não opinarem desta forma absolutamente lamentável.

Beijinhos diabólicos.

Diabólica said...

ANDRÉ,

Pois, isso é o pior: Vender.

Beijinhos.

Diabólica said...

OCTÁVIO,

Antes de mais gostaria de agradecer esta sua visita, bem como a opinião que nos deixou.

"e de facto e a noticia/informação dada de forma sensacionalista que alimenta uma boa quanditade de gente que passa os dias em casa sem fazer nada... ou quanto muito vão ao café, tomar desde o pequeno-almoço a outras refeições e que vivem ou sobrevivem com subsidios e que quando têm hipotese vêm para a rua gritar um chorrilho de disparates, e já agora, é essa boa gente que de vez em quando... também vota...",subscrevo inteiramente a sua opinião, tudo o que disse é, sem dúvida, preocupante, mas gostava de destacar esta parte do seu discurso:"essa boa gente que de vez em quando... também vota...".

É muito triste que se vote apenas de vez em quando,( sem qualquer respeito por aqueles que lutaram para que tivéssemos esse direito), e simultaneamente também votar sem qualquer discernimento prévio, sem qualquer responsabilidade.

Isto é, cada um deve votar de acordo com a sua ideologia, mas pensando, vendo os prós e contras, e não sendo umas "Marias vai com as outras".

E para terminar convinha que se começasse a cumprir o dever cívico, mesmo que esteja um dia radiante de sol, ou até seja época de "pontes".

Quando tivermos todos mais responsabilidade na nossa forma de actuar, talvez o nosso país mude!

Volte sempre!

Saudações diabólicas.

Diabólica said...

TIMÓTEO LIBERDADE,

Concordo com tudo, à excepção da questão ligada ao jornalista Hernâni Carvalho, que considero um profissional brilhante, pelo menos até à altura, mas poderei estar enganada... No entanto, não creio.

Esta é só a minha opinião, com todo o respeito pela tua, claro.

Beijinhos diabólicos.

Diabólica said...

ZÉ PEDRO,

Sensacionalistas e atrevo-me mesmo a acrescentar, visivelmente acriançadas, destituídas de qualquer critério de racionalidade e razoabilidade.

Beijinhos.

Diabólica said...

JOÃO;

Ok, tenho pena porque gostava de te ler...

Contudo, quando voltares a escrever gostavas que me indicasses.

Até lá continuo a contar com as tuas visitas e comentários!

Beijinhos, volta sempre!

Diabólica said...

KORROSIVA,

Aí parte-se o telhado todo, é ver os estilhaços a caírem sem dó nem piedade. O que é muito bem feito para não se julgar, ou criticar, só porque sim.

Beijinhos.

Diabólica said...

BERNARDO LUPI,

" Acho incrível o facto de uma atrasada mental como a Cristina Ferreira apresentar o quer que seja...", o que mais posso eu dizer???

O pior é que há mais atrasadas mentais por esta praça, posso dar o exemplo da Maya.

Afinal o que é que esta madame percebe de televisão para apresentar o que quer que seja???

Que volte mas é às cartas, que assim só chateia quem a procurar.

Beijinhos.

Octávio said...

Boa tarde

Como muito bem disse, votar é um direito… e devia ser um dever, como em alguns países.

Em Portugal votar… é para quando se tem tempo, depois, bem depois temos o que temos na nossa politica nacional para o melhor e para o pior.

É-me muito fácil lembrar como é fácil escolher entre exercer o direito cívico e outra coisa qualquer, basta lembrar-me do 1º referendo em relação ao aborto, às 7 de manhã (porque é a essa hora que as pessoas que estão designadas para as mesas, se apresentam nas mesmas) estávamos… duas pessoas… (o mínimo é três) isto é só um exemplo de como o interesse das pessoas funciona neste cantinho à beira mar plantado.

Só se falam de direitos, muitas das vezes quando as televisões à procura de notícias sensacionalistas aparecem onde o mundo parece que vai acabar.

Já repararam que quando uma televisão vai a casa de algum que vive numa casa velha, as pessoas que vivem no dito limiar da pobreza, está tudo atravancado com roupa até a cima? Será que não à pessoas que vivem com dificuldades que não obstante isso têm a casa arrumada e limpa como qualquer outra habitação?

cordiais cumprimentos

Tá-se bem! said...

Por vezes vejo um cadito desse programa com o meu filho de 9 anos (antes das aulas) e ele ri-se à brava com as discussões de casos reais que aparecem por lá... (principalmente discussões entre familiares)

por isso... :|

Beijoo ;)