Monday, February 26, 2007

Qual é a lógica?


O texto que se segue, é da autoria de um amigo pessoal. Ainda não tem nick, porque ainda não tem nenhum blog. Mas, irá responder-vos a todos como “Sapo”.
Eu achei bastante graça quando ele me contou esta história, espero que também gostem.

Aí este nosso mundo! Este texto é também para desanuviar um pouco.

Espero que gostem, e digam de vossa justiça. O texto é o que se segue.


Há alguns dias, estava eu a ver Televisão, um canal que creio ser MSNBC, e eles por volta das 2/ 3 da manhã dão um noticiário, que é simultaneamente emitido nos EUA.

Desta vez, tratava- se de uma reportagem em que o tema eram os padres pedófilos. Quando os Bispos descobriam esta situação, o que faziam era simplesmente transferir esses ditos padres para uma outra paróquia. Isto, devia de ser para renovar o leque de abusados!!!

Contudo, os EUA tomaram conhecimento desta situação e a solução encontrada foi abrir processos crimes contra estes padres:
Mas, aqui o procedimento sofreu uma ligeira alteração…

Vejam: Agora estes “SRS” eram transferidos novamente, mas para o Vaticano, onde começariam um “retiro” espiritual. Nessa altura, haviam 8 padres nesta situação.

Padres com mandatos de captura internacionais por pedofilia, mas protegidos pelo Papa.

Acho que não era isto que Cristo queria dizer quando disse: “Tragam a mim as criancinhas”!

Mais o mais hilariante, vem agora. Uns dias depois vi outra reportagem em que em Espanha o Vaticano estava a excomungar padres que decidiam casar, em principio com mulheres adultas…

Disto, depreendo que para o Vaticano pode-se ter sexo, desde que seja com crianças, com mulheres não, mas com crianças sim!

Moral da história: ÉS PADRE, TENS UM RELACIONAMNETO SEXUAL COM UMA MULHER ÉS EXPULSO, SE O FIZERES COM CRIANÇAS ÉS PROTEGIDO.

Cumprimentos a todos.

12 comments:

Catarino said...

Wow, wow, wow....
Alto aí....
Isto não é assim....
Estamos a flar de coisas muito sérias, estamos a meter tudo no mesmo saco....
A Igreja condena tudo, não permite qualquer tipo de pedofilia....
Não protege ninguém que o tenha feito...
A opção dos bispos foi a de tentar evitar um escanda-lo e desacreditar a Igreja, tentando corrigir o problema, dando uma segunda oportunidade para se corrigirem...
O Papa não proteje fugitivos...
Vamos tentar ter mais respeito por esta grande Instituição...
E não brinquemos com passagens do Evangelho...
Há outras coisas com que podemos brincar e muito menos com a Pessoa de Cristo...
Desculpa esta minha crispação mas há coisas que não posso deixar passar nem tão pouco tolerar...
PS: a propósito, não é"tragam a mim as criancinhas, mas sim Deixai vir a mim as criancinhas..."
Ah e convinha tb olhar para a sociedade civil e ver de onde vêm as maiores ondas e redes de pedofilia, sim desse pessoal em quem se acredita e que é supr-seumo, quem sabe o teu vizinho que te das tão bem com ele, ou mesmo o teu melhor amigo...
Não atiremos pedras para o telhado do vizinho quando a nossa casa tem telhado de vidro....

Topo de Gama said...

Bem.. realmente... Sou daqueles cepticos ke nao acredita que a pedofilia (nem a toxico-dependencia) é uma doenças... Comportamentos desviantes, ou que quiserem chamar, não deixa de ser crime, e um crime contra CRIANÇAS!!!! E falam-me de segundas oportunidades??? A esses Senhores?? Vamos lá ver ao que jogamos...

E a igreja protege-los é o mais absurdo.. E fazerem a rodagem!?!? Inacreditavel...

Sapo, grande abraço!!
Diabolik.. Bjins ;)

Sapo said...

Respostas:

Ao Catarino:

Lembram-se do padre brasileiro que na madeira ou açores, foi condenado por assassinato e tinha compartimentos pedófilos e que alguns anos depois foi passear para o Brasil e ainda não voltou, ele já tinha sido descoberto a “brincar” com criancinhas pelo menos 2 vezes e fizeram a mesma coisa, isto é transferi-lo de paroquia.
O comportamento da igreja católica é assim no EUA, Brasil, e em Portugal, uma vez é acaso, duas coincidência, três politica.
E que desculpa é o facto ter feito isso para impedir um escândalo, não é desculpa.
Qual seria a tua resposta se uma multinacional fizesse o mesmo, todos ficaríamos muito escandalizados, e pedíamos que os responsáveis fossem levados a tribunal, o que a igreja católica fez ou faz para ter uma reacção diferente, esta organização multimilionária de função pseudo-caridosa tem comportamentos que as vezes se comparam com os de outra de origem Siciliana.

Tuche said...

Hoje passo só para deixar um beijo

Catarino said...

Talvez até tenhas razão...Ou então não..
É mais fácil falar quando se está de fora e não se está comprometido com nada...
Se não temos mais, pelo menos demonstremos algum respeito por tudo que esta grande Instituição tem feito pelo mundo ao longo destes dois mil anos...Não nos esqueçamos, a Igreja é divina, mas constituida por homens!Porque condenamos nós as excomunhões da Igreja, a rigidez da mesma e afinal nós é que condenamos tudo o que a Igreja tem ou faz...Sejamos coerentes se não nos imprta para umas coisas também não nos devia importar para outras...
De qualquer forma, e voltando ao mesmo assunto, não sei se consegues ter de cor a quantidade de pedófilos, que depois de serem presos, contrataram grandes advogados que os defenderam e ao fim de uns processozitos foram postos em liberdade, é verdade não nos esqueçamos de um promenor, com acesso ilimitado a CRIANÇAS...Não falemos só da Igreja, porque o que vemos na Igreja em relação a esses assuntos não é nem sequer 1% daquilo que se passa na sociedade civil...
Gostei de te ver criticar a máfia cicíliana, mas porque não criticar abertamente essa??Ou então o Islão nos seus fundalismos??Pois, é que a Igreja é pau para toda a colher, porque ouve, cala e perdoa as críticas que lhe são feitas, por pessoas que muitas vezes continuam a ir, livremente, todos os Domingos à igreja sem que ninguém lhe aponte o dedo ou castigue...Ao contrário na máfia ciciliana ou no Islão...Bom tu deves saber o que acontece...
É por isso que a Igreja me fascina: tem a capacidade de perdão que mais nenhuma outra instituição tem. Só tenho pena que as pessoas não vejam isso e só vejam o pouco que a Igreja tem de mau na sua humanidade...
É impressionante como aqueles que condenam a Igreja são mais drásticos e radicais do que a própria Igreja que consideram implacável...
Tenho dito...

Sapo said...

Divina???????????????????????
Uma organização que sabia em 1942 do Holocausto judeu e não fez nada.
Dois mil anos, os primeiros mil não foram maus, uns massacres na Europa central, em França, destruição de maior parte da bíblia escrita pelas pessoas que conheceram Cristo, mas o bom foi os segundos mil:
O papa Urbano II no Consílio de Clermont em 1095 ensinou ao Islão como fazer guerra santa com declaração da Primeira Cruzada. Pois antes de essa cruzada, Jiade que queria dizer um crescimento espiritual da fé, depois passou a significar guerra santa.
Dai para a frente foi sempre a descer, a Primeira Cruzda não matou todos infiéis, não faz mal faz-se mais nove.
Na Renascença, bem não vale a pena falar, só Inquisição é suficiente para condenar e anular tudo de bem que alguma vez tenham de feito de bem, além do genocídio (que significa a destruição cultural alem de física) de povos nativo nas Américas, Africa e Ásia.
Actualmente a sua proibição do uso do preservativo que está a condenar á morte milhões de pessoas por contagio da SIDA, se seguimos as regras da igreja á letra estávamos todos infectados com Sida alem de termos uma população 20 mil milhões e por isso a morrer á fome, mas claro não havia problema pois íamos todos para o “Céu” puros como Cristo.

Casemiro dos Plásticos said...

é boa onda!
lol

Catarino said...

A Região escuta da Guarda recebe a grande CHAMA da PAZ no dia 30 de Julho, que seguirá no dia seguinte para o novo CNAE que será inaugurado e que acolherá o XXI ACANAC.

Note-se que a chama da foi acesa no passado dia 22 de Fevereiro junto ao tumulo de BP e que é uma actividade promovida pela ISGF e que pretende ser uma iniciativa da comemoração do centenário escuta.

Catarino said...

Ups, este foi por engano...Era uma convocatória de um colega meu e pus sem querer....Diabólica se puderes apaga...

Catarino said...

É o último comentário que faço em relação a este texto...
Meu caro amigo, em primeiro, já que estás a criticar as cruzadas, tens de as entender nos tempo em que foram e não vistas de agora!A propósito, sabes porque Portugal é como é a nível de território e a quem o deve???Certamente sabes porque pelo que disseste deves ser um grande historiador...Pois é, foram precisamenteos cruzados enviados de França que nos ajudaram a expulsar definitivamente os mouros do nosso território e assim ficarmos defenitivamente livres da ameaça de invasões por sua parte!Mas se calhar tens razão, a Igreja não se devia ter metido e devia ter deixado que este pequeno pedaço de terra à beira mar plantado fosse completamente conquistado pelo mouros e assim nós não sofreriamos o que sofremos hoje, nem tão pouco estariamos a criticar a Igreja, uma vez que seriamos muçulmanos!Ou se por um mero caso estivessemos, fá-lo-iamos na língua, que não sei se conheces, mas se diz de, nuestros hermanos...Não sei se gostas de ser português, mas se gostas agradece-o à Igreja e às cruzadas que tanto condenas...
Mas terei também de te (re)lembrar, sim, porque tu deves certamente saber: a Revolução Francesa; saberás concerteza a quantidade de Padres mortos e a quantidade de freiras violadas, humilhadas e trazidas para a praça pública com as roupas todas rasgadas e depois de terem sido violadas repetidamente por homens diferentes, sim, esses mesmos que não pertencem a Igreja, para te parafrasear "o genocídio que significa a destruição cultural além de física".
Tens razão numa coisa que dizes, do primeiro milénio para a frente foi sempre a decair. Pois, procura nos teus livros de história a partir de que momento a Igreja passou a ser (infeliz e estupidamente) comandada pelo Estado??Em que os poderes políticos se sobrepuseram ao Religioso??Vê e depois diz-me...Aproveita e vê também, quem mais lucrava com a Inquisição??Seria a Igreja que ficava com os bens dos judeus??Vê quem trouxe a Inquisição para Portugal, após quantas tentativas e com que finalidade, já agora vê o que aconteceu ao Inquisidor Mor nomeado pela Igreja (D. Frei Diogo da Silva), pois foi...rolou logo, não chegou a aquecer o lugar, sabes quem ocupou o seu Lugar?Foi o Infante D. Henrique, que segundo o que sei nada tinha a ver com Igreja...Mas sim com a sociedade civil...
Por último quando te referes à SIDA, dá-me vontade de rir quando utilizam este argumento....
"se seguimos as regras da igreja á letra estávamos todos infectados com Sida alem de termos uma população 20 mil milhões" HIHI eu vou re-utilizar as tuas palavras, se todos seguissemos as regras da Igreja, meu caro, não estávamos todos com Sida!Sabes porquê? Porque não teriamos relações extra conjugais!Muito menos antes do casamento o que quer dizer que, como muito bem sabes, não estariamos infectados, pois se a tua mulher não nascesse com Sida era impossível tu apanahares, pois tu ser-lhe-ias fiel e só terias a tua 1ª relação com ela e ela contigo. Logo explica-me aqui como apanharias a Sida???
Lanço-te um repto, se tu és tão escrupuloso e não usas o preservativo porque a Igreja não to permite, deves igualmente ser escrupuloso e quando fores ter uma relação extra-conjugal páras e pensas: "não a Igreja condena isto, não vou fazê-lo!" E como tu os milhões que tu dizes constantemente serem condenados à morte por parte da Igreja...
Sejamos coerentes e deixemo-nos de hipocrisias...
Se seguissemos à risca tudo o que a Igreja nos recomenda (não exige, recomenda) não seriamos tão puros como Cristo pois Ele é Deus e único, mas de certeza que iriamos para o Céu!
E o mundo seria, definitivamente muito melhor...

Sapo said...

Se formos honestos, a igreja católica é uma organização, como já disseste, animada por humanos e como sabemos não somos perfeitos, assim a igreja não é perfeita.
Como disseste, devemos parte do nosso território a ajuda dos cruzados, mas toda agente sabe (pelo menos aqueles que viram a biografia de Afonso Henrique que deu na RTP 1 na semana passada) a motivação ajuda da conquista de Lisboa foi monetária, com objectivo de saquear uma das cidades mais ricas do mundo muçulmano.
A igreja não começou a ser comandada pelo estado, ela passou a SER o estado pois o Papado tem uma ligação quase directa com os últimos Imperadores de Roma e durante a maior parte da Idade Media o Vaticano foi uma potencia, alem de religiosa, politica pois houve alturas que o Estado do Vaticano controlava uma boa parte da península itálica.
“ Foi o Infante D. Henrique, que segundo o que sei nada tinha a ver com Igreja “?? Isto não tenho a certeza mas o infante não era o chefe de uma ordem religiosa? E a inquisição só entrou no controlo directo do estado com o Marques de Pombal que também libertou a educação das mão dos jesuítas que, em pleno Sec XVIII ainda ensinavam que a Terra era o centro do mundo dois séculos depois de Copérnico.
A igreja católica é uma grande organização e como sabemos as organizações a partir de determinado tamanho são muito resistentes a mudança pelo que neste mundo de constante mudança pode ser um defeito e uma razão de critica.
O último Papa João Paulo II parecia que queria corrigir os erros do passado, pois se começarmos a pensar naquilo que historicamente alguém ou algum povo vez entramos num ciclo de violência interminável.
O que eu estava a criticar era que a igreja em vez de se preocupar com escândalo devia em primeiro lugar cuidar dos seus paroquianos , que em caso de suspeita de comportamento impróprio de qualquer forma devia o padre (o mesmo para professores e qualquer pessoa com acesso prestigiado as crianças) ser suspenso até ao fim da investigação, neste caso é melhor pecar por excesso.

Piripiri said...

é uma vergonha e não é de HOJE!
já é a mtos anos...