Friday, September 05, 2008

Eterna saudade

Pai passaram quase dois meses desde que partis-te,desde que me foi retirado, abruptamente, o maior tesouro que tinha, mas para mim parece que foi ontem.


A revolta, a mágoa, a tristeza, a dor intensa, inundam, ainda, o coração de todos os que te amam.


Quanto a mim que dizer senão que sempre foste o meu porto de abrigo, aquele com quem queria, sempre, partilhar as conquistas que obtinha, e no ombro de quem chorava os dissabores da vida.

Sempre te amei, mesmo nos momentos em que os nossos feitios se chocavam.

As noites sem ti, são longas e sem sentido.


Vejo, diariamente, o filme de todo o sofrimento que passas-te e a luta inglória que estabelecemos com este inimigo mortal, chamado cancro, para te salvar.


As lágrimas são inevitáveis.


Procuro-te em cada esquina, em cada local onde estivemos juntos, é uma procura incessante que me desespera e angústia.

Quem me dera que tudo não passa-se de um pesadelo, e que quem te levou te devolvesse à tua família que tanto te ama.


Seria um final feliz…

Ainda não consigo acreditar nesta partida da vida… Não sei que caminho seguir, sem ti tudo parece negro e sem sentido.


Não sei viver sem ti...


Permanecerás para sempre vivo na minha memória.



17 comments:

L.M said...

Minha querida Diabólica, só agora vi a partida que a vida te pregou e por esse motivo te desejo muita força.
Sei que as palavras não nos ajudam em nada mas pelo menos dão um pouco de consolo. Vais ver que a cada dia é sempre um pouco melhor. A recordação sempre se mantém e deves guarda-la sempre com um sorriso!
Beijo grande e um abraço forte!

Joana said...

Os dias passam...os meses passam e as saudades são cada vez maiores.
Todos os dias quando me deito peço ao meu pai para entrar nos meus sonhos... assim posso falar com ele, abraçá-lo e matar saudades.
As vezes, muitas vezes para ser sincera, dou comigo a pensar "não sei fazer isto mas quando chegar a casa o meu pai explica-me". Porque era ele que me ensinava a voar.Agora dou por mim a voar sem saber para onde.
Não me consigo conformar por a vida ser assim... por ficarmos sem as pessoas que mais amamos...nem consigo aceitar esse Deus que me tirou o meu pai quando eu ainda precisava muito dele.
Agora...é continuar, recordar, absorver todos os sitios, todos os momentos,todas as lições. É fazer o melhor que podemos para que tenham orgulho de nós e esperar para um dia voltarmos a estar juntos.

Um beijinho do tamanho do mundo e um abraço ainda maior***

O Pinoka said...

Terás de ser muito forte. Resta-te esperar que o tempo alivie a dor mesmo sem a apagar completamente.
Grande beijinho e muita força.

Joao said...

Bem, neste tipo de momentos o melhor a fazer porventura será agarrares-te mais aos teus amigos e passar mais tempo com eles e família, ou seja, passar mais tempo a fazer coisas que te abstenham mais de te lembrares disso, nestes primeiros tempos...

Força aí nisso! Bj

Miguel said...

Uns mais cedo outros mais tarde, toda a gente acaba por partir..

Só uma coisa se mantém, é a dor que fica :(

Força para ti.

Zorze said...

:( (*)

Diabólica said...

I.M,

Muito obrigada, do fundo do coração.

E acredita que as palavras ajudam, dão-nos algum consolo, fazem-nos sentir melhor, acarinhados....

Beijinhos.

Diabólica said...

JOANA,

Identifico-me plenamente com os teus sentimentos e pensamentos.

Também me acontece o mesmo.

E esta é precisamente a fase em que me encontro: " Não me consigo conformar por a vida ser assim... por ficarmos sem as pessoas que mais amamos...nem consigo aceitar esse Deus que me tirou o meu pai quando eu ainda precisava muito dele."

Obrigada por partilhares comigo a tua triste perda, desculpa se te fiz recordar algo que te magoa profundamente.

beijinhos.

Diabólica said...

PINOKA,

Não sei se isso irá algum dia acontecer.

Racionalmente, compreendo e concordo com o teu pensamento, mas emocionalmente, não consigo alcançar essa calma.

Mas, como dizes e bem tenho de ser forte.

Prometo que vou tentar.

Obrigada pela força. Beijinhos grandes.

Diabólica said...

JOAO,

Tenho tentado fazer um pouco isso,mas porque as pessoas me arrancam literalmente de casa.

Se não, passo o tempo a pensar em tudo o q passámos e a procurá-lo desesperadamente...

Enfim, está tudo muito complicado e fresco.

Obrigada pela tua força e carinho.

beijinhos.

Diabólica said...

MIGUEL,

É a única coisa certa que temos, concordo, mas dói tanto quando nos levam a pessoa que mais amamos, a única vontade é ir atrás...

Beijinhos.

Diabólica said...

ZORZE,

Beijinhos...

Joana said...

Quando partilhamos com quem nos entende é mais fácil.

beijinho muito grande e um xii coraçao ainda maior

Diabólica said...

JOANA,

Mais uma vez concordo contido. É bastante diferente falarmos, desabafarmos, pedirmos colo" a quem passou ou passa por uma situação idêntica.

Beijinhos grandes e muita força também para ti!

Obseervador said...

lindo texto.
Nada hà a acrescentar.

Diabólica said...

OBSERVADOR,

É sentido, talvez por isso seja lindo.

Muito obrigada pela sua visita.

Beijinhos grandes.

Anonymous said...

stated most people will payback ones own fiscal loans in time and also without having penalty charges
A number one personal debt charitable trust needs the amount of consumers checking out these individuals intended for help in excess of online payday loan loans to make sure you dual that. unsecured debt aid organization reveals about have used the short-term, huge curiosity personal loans this current year. Typically the charitable states four years before the numerous prospects using them was first insignificant.
pożyczka na dowód
pożyczki pozabankowe bez biku
czytaj dalej
kredyty pozabankowe płock
pcc od pożyczki 2011

http://szybkapozyczka24.info.pl
http://pozyczki-prwatne.org.pl
http://pozyczkanadowod24.com.pl